Turismo na Europa – Como lidar com a insegurança

Turismo na Europa – Como lidar com a insegurança

O Brasil é um lugar infinitamente mais inseguro que a Europa. Mas por incrível que pareça, um turista brasileiro talvez corra mais riscos lá do que aqui.

Acontece que o problema no Brasil é a violência, que aprendemos a evitar não andando por lugares ermos ou pouco vigiados. Batedor de carteira, por aqui, é profissão em extinção; seu campo de ação parece limitado a festas com aglomerações. Na Europa a violência é mínima. Mas a arte de aproveitar-se das distrações dos turistas é muito desenvolvida.

Na verdade, não é que a Europa seja perigosa. Ela só não é tão segura quanto imaginamos, e os riscos são diferentes daqueles nos quais já estamos acostumados. Ter consciência disso já nos torna menos vulneráveis.

 4 tipos de lugar onde ter atenção redobrada na Europa

Turismo na Europa – Como lidar com a insegurança

Veja também:

8 dicas para ir a Europa gastando menos

  1. Estações de trem e aeroportos

No momento do desembarque, não dê atenção a ninguém que venha oferecer transporte. Os aeroportos e estações ferroviárias têm pontos oficiais de táxi. Procure a sinalização e entre na fila.

Antes de embarcar, não deixe nenhum item de bagagem de bobeira. Dispense qualquer conversa com quem se aproxime para perguntar ou pedir coisas. Sobretudo se estiverem em dupla.

  1. Transporte público

Metrô e ônibus são os ambientes favoritos dos batedores de carteira. Não carregue nada nos bolsos de trás. Ao entrar e sair do vagão fique com a mão dentro do bolso onde está seu dinheiro. Use mochila e bolsa à sua frente. Para total paz de consciência, guarde cartões de crédito/débito/identidade na doleira. (Deixe o passaporte no cofre do hotel!).

  1. Atrações turísticas

Junte as recomendações do transporte público com as do embarque na estação de trem: tenha cuidado com bolsos e bolsa, e não dê atenção para quem venha puxar papo ou pedir informação. As atrações mais visitadas são o alvo natural dos golpistas. Deixe para fazer amigos em lugares menos turísticos.

Em Roma e em Barcelona, tome cuidado também nas ruelas onde passem motos — como há ladrões motorizados, use bolsa e câmera a tiracolo, voltadas para o lado do comércio, não da rua.

  1. Estacionamentos e postos de gasolina

Nunca deixe bolsas, sacolas ou malas à mostra no veículo. Há quadrilhas especializadas em arrombar carros ou em subtrair malas do banco de trás enquanto você está abastecendo.