Resolvi fazer um intercâmbio na terceira idade – E agora?

Resolvi fazer um intercâmbio na terceira idade - E agora?

Ok, resolvi participar de um programa de intercâmbio na terceira idade, com atividades voltadas para a minha realidade, e agora? Achava que não tinha mais idade pra isso, mas vi que esta opção de viagem é bastante procurada e que será uma ótima oportunidade para que eu tenha uma experiência fora do país, tenha contato com uma língua diferente e ainda conheça uma cultura diferente da minha na modalidade de imersão.

Como funciona o intercâmbio na terceira idade

Nos programas de intercâmbio na terceira idade de modo geral, ao iniciarmos o processo, somos inseridos em um grupo com outras pessoas com o mesmo perfil, idade e interesses que os nossos. Se for o caso de uma viagem que inclua aprendizado de língua estrangeira, os grupos de estudo para as pessoas da terceira idade sempre tem pessoas com idade mais madura.

Detalhes importantes

Existem alguns pequenos detalhes que podem trazer grandes dificuldades, se não forem preparados de antemão.

Carteira de vacinação

Dependendo do país a ser visitado, é importante estar com a carteira de vacinação em dia, incluindo as imunizações necessárias para ingresso no destino escolhido;

Seguro – saúde

Considere seriamente a possibilidade de contratar um seguro saúde, mesmo se o destino não exigir isso obrigatoriamente. Despesas médicas no exterior podem ser caríssimas.

Medicação de uso contínuo

Certifique-se de que tem a quantidade necessária de medicamentos de uso continuo, para o tempo que pretende ficar fora. Não deixe de levar as receitas médicas de cada tipo de medicação, para evitar problemas na alfândega.

Trajes adequados

No caso de voos de mais de 4 horas, certifique-se de que está com trajes confortáveis. A OMS – Organização mundial de Saúde alerta que em voos acima deste tempo aumentam os riscos de trombose e embolia pulmonar. Vale lembrar que manter-se em movimento durante o voo pode evitar maiores problemas. Mantenha-se hidratado e alongue-se periodicamente.

Alimentação

É importante experimentar a culinária da cultura de onde estivermos, mas precisa de cuidado com os excessos, pois condimentos e pratos dos quais não se tenha costume podem trazer problemas estomacais e/ou intestinais.

Necessidades especiais

Dentro do possível, é importante prever a estrutura de onde iremos ficar. No caso de necessidades especiais de locomoção, atentar para as condições de piso, escadas, etc.

 Agências de intercâmbio na terceira idade

Abaixo algumas possibilidades de agências no mercado.

ETC | Exchance Travel Company

  • Idade: 50 anos ou mais
  • Programas oferecidos: cursos de idiomas, ensino superior no exterior, juventude acumulada e pais e filhos.
  • Países disponíveis: Malta, Itália, Canadá, Espanha, França, Inglaterra, Nova Zelândia, Irlanda, Bélgica, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, Guatemala, México, Peru, República Dominicana, Alemanha, Suíça, Japão, China e Estados Unidos. Consulte a disponibilidade em cada um dos programas ofertados.

BEX | Brazilian Exchange

  • Idade: mais de 40 ou mais de 50 anos (CLUB 40+ e CLUB 50+)
  • Programas oferecidos: cursos de idiomas com atividades (inglês, espanhol e italiano).
  • Países disponíveis: Malta, Itália, Espanha, Canadá, Nova Zelândia, Estados Unidos e Inglaterra.

Experimento | Intercâmbio Cultural

  • Idade: mais de 50 anos
  • Programas oferecidos: cursos de idiomas ou profissionalizantes e universitários (apenas para candidatos com idioma intermediário).
  • Países disponíveis: África do Sul, Austrália, Canadá, Escócia, EUA, Índia, Inglaterra, Irlanda, Malta, Nova Zelândia, Argentina, Chile, Costa Rica, Cuba, Espanha, Peru, México, Alemanha, França, Suíça, Itália, Japão, China e Rússia.

Global Study

  • Idade: mais de 40 ou 50 anos
  • Programas oferecidos: cursos de idiomas com atividades específicas.
  • Países disponíveis: Irlanda, Estados Unidos, Malta, Inglaterra, África do Sul, França, Suíça, Nova Zelândia, Canadá e Austrália.