4 passeios imperdíveis no Pantanal Matogrossense

4 passeios imperdíveis no Pantanal Matogrossense

Localizado numa grande extensão que compreende o sul do estado do Mato Grosso e a região noroeste do Mato Grosso do Sul, o Pantanal é um bioma de clima quente e úmido, com a maior parte de seu território alagado. Trata-se de uma região com biodiversidade riquíssima e, por conta da presença de tantos animais, o local é considerado pela UNESCO, Patrimônio Natural Mundial e Reserva da Biosfera.

Veja também:

Viajar é preciso!

4 passeios do Pantanal

Parque Nacional do Pantanal Matogrossense

4 passeios imperdíveis no Pantanal Matogrossense

Com uma extensão de 135.000 hectares, o Parque Nacional do Pantanal Mato-grossense foi criado em 1981, com o intuito de proteger o ecossistema pantaneiro. Seu portão de entrada está no município de Poconé, e é necessário pedir autorização prévia para visitar o local. A melhor época para ir é entre abril e setembro, no período de seca, quando as planícies não estão alagadas e os animais ficam nas proximidades dos rios e mais visíveis para o visitante.

Pescaria         

4 passeios imperdíveis no Pantanal Matogrossense                                                            

No Pantanal, a pesca é permitida entre os meses de março e outubro, como forma de proteger a época de desova das mais de 200 espécies de peixe que povoam a região.

Os melhores rios para pesca são o Cuiabá, Sepotuba, Piquiri, São Lourenço, Paraguai e Aquidauana. Apesar da região não contar mais com a mesma quantidade de peixes de anos atrás, continua sendo um dos destinos mais procurados pelos pescadores.

Observação de pássaros

4 passeios imperdíveis no Pantanal Matogrossense

Por ter mais de 450 espécies diferentes, o Pantanal é um excelente local para a observação de pássaros. Os tuiutis são o símbolo da região, mas o visitante também pode encontrar colhereiros, tucanos, caracarás, araras-azuis e muitas outras aves exóticas.

Passeio a cavalo

4 passeios imperdíveis no Pantanal Matogrossense

Estes passeios podem ser realizados por trilhas que invadem a vegetação nativa e fazendas da região, permitindo que o visitante observe de perto a fauna e a flora pantaneira. Sair à cavalo já é em si, uma boa atividade, quanto mais em um lugar destes.