Jericoacoara – 15 particularidades dessa maravilha cearense

Jericoacoara – 15 particularidades dessa maravilha cearense

Jericoacoara é um dos destinos mais inusitados do Brasil, mas também um dos mais ímpares, com características diferentes de outros importantes centros turísticos. Pra quem vai a busca do clima tranquilo e rústico, das redes nas lagoas de águas cristalinas e dos passeios de buggy por dunas cinematográficas precisa se planejar um pouco antes e conhecer as particularidades do lugar.

15 Coisas sobre Jericoacoara

Jericoacoara – 15 particularidades dessa maravilha cearense

1 – Localizada a 300 km de Fortaleza, chegar a Jericoacoara pode ser complicado. Mas já há voos pra Jericoacoara, por enquanto operados pela Azul.

2 – Não é recomendável que tentar chegar de carro particular. É aconselhável que ele fique em Jijoca e o resto da viagem (cerca de 40 minutos) seja feita de jardineira. Se o carro for 4×4, se pode contratar um guia em Jijoca para dirigir 0 veículo pelas dunas até Jeri.

3 – Não é permitida a entrada de carros particulares na vila. Eles ficam num estacionamento público e há transfer’s dali até o centrinho de tempos em tempos, nos dois sentidos.

4 – As ruas de Jericoacoara são todas de areia e terra. Elas dão o charme ao lugar. Portanto levar chinelos e deixar de fora da mala sapatos ou outros calçados que dificultem caminhar. Para as mulheres, esquecer a possibilidade de usar qualquer tipo de salto. Fique tranquila porque todo mundo sai à noite, mesmo arrumado, de chinelos.

5 – Apesar do clima rústico, as opções de gastronomia e hospedagem podem ser muito sofisticadas e caras. Há opções pra todos os bolsos.

6 – É importante levar dinheiro vivo, apesar de muitos restaurantes e bares aceitarem cartões.

7 – Se precisar sacar dinheiro, você pode recorrer aos supermercados da Rua Principal. Eles cobram uma taxa que pode variar e 10% a 20% e passam o valor em débito.

8 – Há internet Wi-Fi nos hotéis, bares e restaurantes, embora um pouco lenta. A cobertura celular é boa, até mesmo nas lagoas mais distantes, e com internet 3G.

9 – Para quem viaja só ou até mesmo em apenas um casal, pode compartilhar o buggy para fazer os principais passeios, como para a Lagoa do Paraíso. Verificar com o hotel ou ir até a Rua Principal pela manhã, perto da pracinha, e aguardar aparecerem outras pessoas para dividirem o carro. Sai mais barato e ainda faz amizade.

10 – Se não quiser fazer um passeio completo de um dia, mas sim apenas visitar a Lagoa do Paraíso, caminhonetes partem de tempos em tempos da Rua Principal direto pra lá.

11 – Dá pra ir a pé para a Pedra Furada, um dos símbolos de Jericoacoara. A caminhada é de cerca de 40 minutos e deve ser feita na maré baixa. Evitar ir sozinho ou levar objetos de valor.

12 – Se quiser conhecer a Pedra Furada, mas sem encarar a longa caminhada, confirme com o “bugueiro” que o passeio até as lagoas do Paraíso e Azul passará por lá.

13 – Nos passeios de dia todo para lugares mais distantes, como Tatajuba, se pode combinar com o motorista para levar um isopor com bebidas e comidas. Eles não se importam. Já para as lagoas mais próximas, como a do Paraíso e Azul, há estrutura de bar no local e a viagem não é tão longa.

14 – Outro ponto turístico famoso é a Duna do Pôr do Sol, bem perto do centrinho. Todas as tardes, uma multidão sobe a montanha de areia para curtir o pôr do sol. Ficar atento para não perder esse espetáculo, pois ali, como em boa parte do Nordeste, o sol se põe bem mais cedo, por volta das 17h30.

15 – A noite acontece nos bares da Rua Principal e termina animada na Rua do Forró. É tradição no final da Rua Principal, bem na areia da praia, barraquinhas venderem deliciosas caipirinhas dos mais inusitados sabores, até de banana.