Belém do Pará – Turismo na terceira idade

Belém do Pará - Turismo na terceira idade

Belém do Pará, é um destino completo: tem passeios para quem gosta de turismo religioso, em especial com o tradicional Círio de Nazaré, para quem aprecia arte, natureza e boa comida.

Veja também:

Maiores desejos na terceira idade são viajar e curtir a vida ao lado de um amor

Principais pontos turísticos de Belém do Pará

  1. Forte do Presépio

 O Forte do Presépio é um dos marcos da fundação da cidade, erguido para defendê-la de invasões. Por isso, estão expostos os canhões originais no pátio interno, além da vista para o Rio Guamá e o Mercado Ver-o-Peso, bem perto.

  1. Casa das Onze Janelas

A Casa das Onze Janelas é uma construção histórica, a antiga residência de um senhor de engenho. Hoje, abriga um espaço cultural com obras de artistas como Tarsila do Amaral, Alfredo Volpi e Lasar Segall

  1. Mercado Ver-o-Peso

O Mercado Ver-o-Peso é a maior feira aberta da América Latina. Em sua estrutura de ferro trazida da Europa no século 19 ficam barracas que vendem: frutas regionais, raízes, temperos, ervas, óleos medicinais, artesanato e muita comida típica.

  1. Basílica de Nazaré

A Basílica de Nazaré é o ponto de chegada do Círio de Nazaré. Segue o modelo da Basílica de São Paulo, em Roma, em estilo neoclássico. A padroeira da igreja fica no topo do altar, protegida por um vidro blindado. Na praça em frente, há uma réplica, onde fiéis amarram fitinhas e fazem pedidos.

  1. Estação das Docas

Moderno complexo turístico e gastronômico, contendo restaurantes, bares, sorveterias, lojas, cinema, museu e um terminal fluvial. Assim é o visual da orla do antigo porto de Belém do Pará, transformado em polo de entretenimento.

  1. Passeio de barco

 Partindo da Estação das Docas, há várias opções de passeios de barco pelos furos e igarapés. O barco passa pelo Rio Guamá e Furo da Paciência, canal que dá acesso ao Rio Acará. No trajeto, que dura cerca de 3h30, dá para conhecer um pouco melhor a vegetação amazônica

  1. Mangal das Garças

São cerca de 40.000 m² de área verde, compostos por um mirante de 47 metros de altura, viveiro de pássaros, borboletário, loja de plantas e o restaurante Manjar das Garças.

  1. Theatro da Paz

Construído em 1870, conta com materiais e objetos decorativos trazidos da Europa, como o lustre e as estátuas de bronze francesas e o piso de pedras portuguesas

  1. Bosque Rodrigues Alves/ Jardim Botânico da Amazônia

Quase um pedaço da floresta amazônica dentro da cidade com mais de 2 mil espécies da flora amazônica, o Bosque Rodrigues Alves tem um orquidário e viveiro de animais. Tem trilhas onde se avistam araras, macacos, jacarés, tartarugas e peixes-boi.

  1. Parque Zoobotânico e Museu Paraense Emílio Goeldi

Área verde em plena região central, o Parque Zoobotânico tem animais como onça-pintada, jacaré-açu, antas, macacos, cutias e lagartos. Ali também fica o Museu Paraense Emílio Goeldi, fundado em 1871.