As Temperaturas mudam em Vários Estados.

Frio, ciclones e temperaturas baixas vão atingir pelo menos 15 estados.

A passagem de uma frente fria e a formação de um novo ciclone na região sul causarão mudanças climáticas consideráveis ​​em pelo menos 15 estados, segundo o Inmet, o Serviço Nacional de Meteorologia dos EUA, que emitiu um alerta para a próxima tempestade de perigo.

Em todas essas áreas, há risco de chuvas fortes e tempestades, com ventos fortes chegando a 100 km/h em alguns lugares. As temperaturas devem ficar 5°C abaixo da média em nove unidades federativas, portanto, um alerta de frio intenso por até cinco dias também é possível. São eles: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo, além disso Rio Grande do Sul e Santa Catarina permanecerão em O impacto do furacão está sendo sentido no próximo furacão, e ainda há risco de geada e “chuva congelante”. Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia e Roraima também devem ser atingidos por fortes chuvas e tempestades.

Vale do Acre, Marajó, Baixo Amazonas, Mato Grosso Norte, Sudoeste do Pará, Leste Rondonense, Amapá Norte, Amazônia Central, Amazônia Sul, Amazônia Norte, Madeira-Guaporé, Amap Sul As áreas do Mapa e do Vale do Juruá podem ser afetadas. Chuvas fortes, entre 20 e 30 milímetros por hora (mm/h) ou até 50 milímetros por dia (mm/d), além de ventos fortes de 40 a 60 quilômetros por hora (km/h). Em Roraima Norte, Roraima Leste, Amazônia Central, Sudoeste da Amazônia, Norte da Amazônia, Sul da Amazônia, Madeira-Guaporé, Sul de Roraima, Mato Grosso Norte, Vale do Juruá, Baixo Amazonas e Vale do Acre, o Inmet emitiu um alerta de chuva forte. Região metropolitana de Porto Alegre, sudeste do Rio Grande do Sul, sul de Santa Catarina, Serrana, nordeste do Rio Grande do Sul, o alerta é para ventos de 60 km/h e 100 km/h Ventos de ventania que se alternam. Haverá o risco de queda de árvores, telhados de casas e danos gerais a edifícios e plantações.

Ciclone raro com força de furacão Segundo o MetSul Meteorologia, um ciclone de trajetória incomum e rara intensidade atingirá o Rio Grande do Sul e Santa Catarina entre amanhã (17) e quarta-feira (18) com rajadas de vento extremamente fortes e que podem ganhar força de furacão em alguns pontos, com velocidade acima de 100 km/h em diversas localidades e superiores a 120 km/h em parte do Leste gaúcho.

No estado de Santa Catarina, os ventos podem ser muito fortes no sul do estado, com as rajadas mais fortes no litoral sul, onde os ventos devem se aproximar ou ultrapassar 100 km/h em locais como Torres de Passo de Torres, Balneário Rincão e lagoa. A velocidade do vento pode atingir velocidades ainda maiores no Planalto Sul Catarinense, nas montanhas do Morro da Igreja e nas serras da Serra dos Aparados.