Sinusite: Cuidados de Prevenção à Saúde no Inverno

idoso lenço sinusite

Atenção você que tem sinusite! Você sabe quais os cuidados de prevenção à saúde no inverno? Caso a sua resposta tenha sido negativa, chegou a hora de aprender um pouco mais sobre o assunto, sobretudo para evitar complicações no período.

Antes de tudo é bom que você saiba que a sinusite é uma inflamação do tecido que reveste os seios da face. Na prática, isso pode resultar em acúmulo de muco e dor, o que acaba representando muitos incômodos para o dia a dia das pessoas.

Porém, quando o assunto é a prevenção, algumas medidas podem ser tomadas a partir da utilização de ingredientes caseiro. Caso a inflamação já tenha se instalado, alguns outros ingredientes também podem atuar em favor da manutenção da sua saúde.

Como fazer para prevenir a sinusite no inverno?

Existem algumas medidas que o paciente que possui sinusite, seja ela comum ou crônica, pode tomar para evitar que a doença apareça. São soluções simples que  garantirão o prolongamento do seu bem-estar.

Veja quais são eles:

  • Beba muita água
  • Fique longe do cigarro
  • Mantenha o ambiente limpo
  • Faça lavagem nasal
  • Proteja-se bem do frio
  • Evite o uso de ar condicionado

Depois de incluir esses pontos no seu dia a dia, chegou a hora de aprender um pouco mais sobre cada um deles, o que pode causar a sinusite e ainda qual a melhor forma de mantê-la bem longe.

Beba muita água

É bem verdade que, beber água com certa frequência é uma medida que faz bem não só para evitar a sinusite, mas uma série de outras doenças. Por isso, o bom mesmo é deixar uma garrafa de água sempre ao seu alcance.

A água é muito importante para mandar os sintomas da sinusite crônica embora, justamente pelo fato de hidratar todo o corpo e as vias nasais. Isso faz com que as crises de sinusite sejam evitadas.

Fique longe do cigarro

Quem não se incomoda com a fumaça do cigarro que atire a primeira pedra! Pois é justamente essa fumaça que pode ser a grande responsável por desencadear uma crise de sinusite em um paciente, mesmo se tratando de um fumante passivo.

A fumaça dificulta a limpeza da cavidade nasal feita por meio dos pequenos pelos que existem no local. Essa mesma fumaça também favorece a concentração de secreções, o que pode levar à sinusite.

Mantenha o ambiente limpo

limpeza de po

Não é frescura ou mania de limpeza, mas manter o ambiente, seja ele quarto ou sala, longe do pó pode ser uma boa saída para evitar a sinusite. O pó é responsável por gerar espirros e alergia no paciente.

Nesse caso, entre os pacientes que já tem predisposição de desenvolver a sinusite, o mais indicado é fazer limpeza constante nos ambientes com a utilização de um aspirador de pó.

Faça lavagem nasal

Entre as pessoas que possuem sinusite, a lavagem nasal deveria ser uma prática corriqueira, já que ela faz com que as secreções concentradas nos seios nasais, o que facilita a sua drenagem.

Caso o paciente tenha uma sinusite crônica, o mais indicado é que essa lavagem seja feita até três vezes por dia. Ela pode ser feita a partir da utilização de soro fisiológico na versão spray, já que ele evita a contaminação por vírus e bactérias.

Proteja-se bem do frio

Já que o foco é a prevenção da sinusite no inverno, proteger-se do frio é fator primordial. As baixas temperaturas acabam dificultando o trabalho do nariz em relação a aquecer, umedecer e filtrar o ar.

Caso a região onde você mora for muito fria, não hesite em proteger o nariz e a boca, pois, com essas condições, a respiração tende a ficar mais lenta. Já a mudança brusca de ambiente – de um frio para um quente – pode paralisar, momentaneamente, as atividades, fomentando o acúmulo de secreção.

Evite o uso de ar condicionado

Esse equipamento retira a umidade do ar, deixa o ambiente frio e favorecer a concentração de poluentes, fatores que podem desencadear os sintomas de sinusite em um paciente.

Por isso, evitar o seu uso é contribuir para a sua saúde. Caso o seu uso seja indispensável, a dica é realizar manutenções constantes para fazer a limpeza dos filtros e deixar um recipiente com água no ambiente para umedecer o ar.

Sintomas mais comuns

Depois de aprender o que fazer para evitar a sinusite no inverno, o momento agora é de aprender um pouco mais sobre os sintomas da doença. A sinusite desenvolve dores na região da face, secreção nasal e dor de cabeça.

É importante levar em consideração que alguns dos sintomas desenvolvidos pode variar de paciente para paciente, assim também quando é levado em consideração a intensidade da inflamação.

“Os sintomas de sinusite podem ser muito semelhantes aos de alergia e, por isso, quando a alergia dura mais de sete dias é preciso que seja avaliada por um clínico geral ou otorrinolaringologista, para iniciar o tratamento adequado”, diz o médico Juliano Pimentel.

Entre os principais sintomas apresentados estão: dor na região da face, principalmente na região conhecida por maçã do rosto, em volta dos olhos e ao redor do nariz; dor de cabeça, principalmente ao abaixar e deitar.

Além do mais, o paciente apresenta corrimento nasal, tosse e febre. Para que esses sintomas sejam apresentados, fatores de risco podem contribuir. Entre eles, destaque para alergia, desvio de septo nasal, traumas, baixa imunidade e tabagismo.

Causas da sinusite

Muita gente se pergunta sobre os fatores que causam a sinusite. Nesse ponto é importante destacar que a doença é causada por agentes infecciosos, tais como bactérias, vírus e fungos ou também por fatores alérgicos.

“Exposição a determinados agentes químicos e alterações na anatomia nasal, ou dos seios da face, fazem parte do outro grupo de responsáveis pela sinusite. Há ainda casos mais raros que levam à sinusite, como a presença de um tumor”, detalha Pimentel.

A doença é dividida em dois segmentos, dependendo do tempo de duração dos sintomas. Esse é de até quatro semanas para os casos de sinusite aguda e acima de quatro semanas para a sinusite crônica.

Sinusite crônica e aguda, qual a diferença?

Como foi dito anteriormente, o tempo da inflamação vai ser fator imprescindível para diferenciar o tipo de sinusite. Na maioria dos casos ela pode apresentar-se de duas formas distintas: aguda e crônica.

As duas formas da doença vão apresentar os mesmos sintomas, estes concentrados na área da mucosa dos seios da face, região do crânio formada por cavidades ósseas ao redor do nariz, maçãs do rosto e olhos.

A sinusite aguda

Na sinusite aguda, os sintomas duram por volta de quatro semanas. Eles devem melhorar naturalmente ou através do tratamento e acompanhamento do médico. Quando não tratada, a sinusite aguda pode evoluir para uma sinusite subaguda.

Veja quais são os principais sintomas da sinusite aguda:

  • Dor de cabeça forte e pulsante na região dos seios nasais (lados do nariz, sobrancelhas e entre os olhos)
  • Sensação de pressão dentro da cabeça
  • Secreção nasal
  • Coriza
  • Obstrução nasal
  • Cansaço
  • Febre
  • Tosse
  • Perda de apetite
  • Dores musculares

“A melhor forma de prevenir a sinusite aguda é manter a mucosa nasal hidratada, tratar a rinite alérgica e procurar um médico para acompanhar gripes e resfriados”, enfatiza o médico Juliano Pimentel.

A sinusite crônica

Diferente da sinusite aguda, na sinusite crônica, os sintomas que caracterizam a doença se estendem por mais de quatro semanas. Geralmente, ela é causada por bactérias mais resistentes.

Em grande parte dos casos, essa condição é desenvolvida pelo paciente devido à falta de cuidado no decorrer do tratamento. Quando este é feito através de antibióticos, a não continuidade pode acarretar no fortalecimento do vírus ou bactéria causadora.

Saiba quais são os principais sintomas da sinusite crônica:

  • Tosse noturna
  • Tossir ao se deitar
  • Tossir ao acordar
  • Inchaço ao redor dos olhos
  • Mau hálito
  • Ouvidos entupidos constantemente

Tratamentos caseiros que aliviam sintomas da sinusite

alecrim remedio para sinusite

Entre os tratamentos que são benéficos contra os sintomas da sinusite, aqueles que podem ser feitos a partir dos ingredientes encontrados em casa são bem eficazes. Confira uma lista com os principais deles:

  • Alho
  • Alecrim
  • Malva
  • Menta
  • Eucalipto
  • Suco de ervas
  • Tomar banho quente
  • Raiz-forte
  • Chá de camomila

Veja agora como usar cada um desses ingredientes acima para acabar com os sintomas da sinusite.

Alho

O alho é um ingrediente natural tão benéfico que, além de apresentar propriedades antibióticas vai ajudar no tratamento e na prevenção da sinusite. Veja como o alho pode ser usado no tratamento e prevenção da doença.

Para preparar o tratamento, basta triturar um pouco de alho e diluir em água. Aplique 10 gotas do líquido em cada fossa nasal. Esse tratamento deve ser repetido de duas a três vezes por dia.

Alecrim

O alecrim é uma erva usada para limpar as vias respiratórias, o que vai causar a diminuição dos sintomas da sinusite quase imediatamente. A erva elimina a mucosa que causa a obstrução da região.

O uso do alecrim deve ser na forma de chá. Coloque 200 ml de água para ferver, desligue o fogo e acrescente uma colher (de sopa) de alecrim. Nesse instante, inale a fumaça. Isso vai ajudar a aliviar os sintomas.

Malva

A malva é uma planta que possui grande poder anti-inflamatório. Ela é ideal para aliviar o inchaço dos seios paranasais, desobstruindo a área. Ela também cria uma barreira contra os agentes externos que causam a sinusite.

Na receita, a malva deve ser usada no preparo de chá. Para isso, ferva 200 ml de água, desligue o fogo e acrescente uma colher (de sopa) de malva. Deixe descansar por cinco minutos, remova a erva utilizada e ingira de forma moderada.

Menta

A menta pode ser usada por pacientes com sinusite para eliminar a congestão dos seios paranasais. Por ser um ingrediente bastante simples de ser encontrado, aparece como um dos principais usados para acabar com os sintomas da doença.

Para usar a menta, basta preparar uma infusão e inalar o vapor. Dessa forma, ferva 200 ml e água, desligue o fogo e acrescente algumas folhas de menta. Coloque em um recipiente grande e posicione o seu rosto próximo ao recipiente.

Eucalipto

Conhecido por ser uma erva bastante aromática, o eucalipto desobstrui as vias respiratórias. Para as variações da sinusite que causa dor de cabeça, o eucalipto também atua na resolução desse problema.

Prepare uma infusão com o uso de algumas folhas de eucalipto. Para isso, ferva 200 ml de água, desligue o fogo em seguida e acrescente algumas folhas de eucalipto. Inale a fumaça. Você também pode substituir o uso de folhas pelo óleo essencial.

Suco de ervas

Essa receita é ideal para combater os sintomas da sinusite alérgica. Para tanto, ingredientes como espinafre e hortelã são utilizados. Por sinal, essas ervas possuem propriedades anti-inflamatórias e descongestionantes.

Na hora de preparar, pegue o liquidificador, adicione de uma só vez 200 ml de água de coco, uma colher (de sopa) de mel de eucalipto, 15 g de hortelã e 20 g de espinafre. Bata tudo e beba até três vezes ao dia, entre as refeições.

Tomar banho quente

O vapor liberado durante um banho quente, assim como o aumento da temperatura no rosto, ajuda a aliviar inchaço, dores e irritação da mucosa do nariz.

Tome, pelo menos, 2 banhos quentes por dia. Durante o banho, inspire o vapor pelas narinas, uma de cada vez. Isso vai ajudar a amolecer a mucosa inflamada, o que facilita na eliminação da mesma.

Raiz-forte

A raiz forte tem alta eficácia quando o assunto é dissolver o muco que causa as crises de sinusite. É também um dos segredos para aliviar episódios em que a sinusite atrapalha a vida de quem a tem.

Para fazer uso desse ingrediente, basta inalar a raiz-forte ralada. Faça isso com uma narina de cada vez. Em seguida, se deite e deixe a raiz agir dentro do nariz e dos seios nasais.

Chá de camomila

A camomila tem a capacidade de deixar o muco nasal mais ralo e fácil de ser eliminado. Trata-se de uma erva que já foi considerada um dos principais remédios caseiros e naturais para esse problema respiratório.

Para fazer uso da erva, basta fazer a infusão usando 200 ml de água quente para 1 colher de sopa de camomila. Misture bem. Coloque um pano ou toalha sobre a cabeça. Logo em seguida, debruce seu rosto de forma a facilitar que o vapor seja inalado. Faça isso por cerca de cinco minutos. Depois, coe o chá e beba.

Convivendo com a sinusite

Depois de conhecer quais as melhores formas para prevenir a sinusite nos dias em que as temperaturas baixas predominam, nesse artigo, você também teve oportunidade de aprender um pouco mais sobre a doença.

Os ingredientes naturais também podem ser uma boa saída para tratar os sintomas. Porém, quando identificar algo de anormal, sobretudo nos pontos ressaltados nesse artigo, o melhor a fazer é procurar um médico.

Este artigo foi criado pela equipe Remédio Caseiro para uso exclusivo do blog Feliz Melhor Idade.