A Homeopatia Como Aliada na Terceira Idade

Homeopatia

O inicio da Homeopatia

Criada em 1796 pelo médico alemão Samuel Hahnemann, a homeopatia propõe tratamento através da administração de pequenas doses da substância indicada, com o intuito de estimular a reação do organismo evitando a intoxicação.

Trazida ao Brasil pelos franceses em 1840, foi elevada a especialidade médica em 1980 e desde então tem sido uma aliada importante no tratamento de diversas doenças.

Medicamentos Homeopáticos

Preparados a partir de substâncias extraídas da natureza das quais se conheça o potencial de cura, os medicamentos homeopáticos passam por técnicas de dinamização e diluição específicas. O método implica basicamente na ministração de doses mínimas a fim de atenuara toxidade das substâncias (animais, vegetais ou minerais), aumentando seu poder curativo.

Homeopatia na Terceira Idade

Muitas enfermidades e disfunções vêm sido combatidas através da homeopatia na terceira idade. Entre elas, pessoas com osteoporose, depressão e as artroses são as que mais procuram este método, além da busca pela reposição hormonal.

No combate a osteoporose, por exemplo, a homeopatia propõe melhorar a metabolização do cálcio pelo organismo.

No caso da depressão o objetivo é estimular a criatividade de maneira que promova alegria, com medicamentos específicos que revertam o quadro.

Para as artroses, a associação com anti-inflamatórios naturais (fitoterápicos) pode ser uma boa recomendação, além de sessões de fisioterapia.

Continua sendo de suma importância a opinião do seu médico, a devida orientação nutricional, os exercícios físicos e o convívio social.

Seguindo em frente

Os desafios apresentados pelas doenças que surgem depois que vamos ficando mais velhos devem ser enfrentados por cada um de nós como oportunidades que a vida nos dá de superar e continuar crescendo, afinal de contas, não são os anos que nos transformam em pessoas melhores, mas a maneira com que lidamos com os dilemas que a vida nos apresenta. E nesse quesito nós estamos ficando experts, não é mesmo?