Chia rejuvenescedora – Plantas amigas da terceira idade

Chia rejuvenescedora – Plantas amigas da terceira idade

A chia vem se destacando entre os grãos disponíveis no mercado de produtos naturais. Ela tem propriedades que podem trazer grandes benefícios para o nosso organismo e é muito prática na sua forma de consumir.

Presentes num único alimento estão a possibilidade do controle de peso, diminuir o inchaço, baixar o colesterol, desinchar o corpo, tratar a pressão alta e até prevenir o câncer – Eis a apresentação deste grão fantástico cultivado no México mas já bem famoso em outras partes do mundo.

Ação emagrecedora da chia

Sua popularidade vem crescendo entre os fãs das dietas, pois a semente aumenta até 10 vezes seu peso em contato com a água, formando um retículo gelatinoso, que ao chegar ao estômago retarda o esvaziamento, aumentando a sensação de saciedade, criando soluções de alta viscosidade que ajudam no metabolismo das gorduras.

Por causa de sua alta concentração de ômega 3 (4 gramas de chia tem a mesma quantidade de ômega 3 que 150 gramas de salmão, considerado peixe de grande quantidade desse nutriente) a chia atua na desinflamação celular, uma das causas do retardo na sensação de saciedade.

Presença marcante de ômega 3

O ômega 3 encontrado na chia está em maior concentração que na linhaça. Juntamente com o alto teor de fibras trás outros benefícios para nosso organismo. Estes elementos em conjunto diminuem as placas de gordura das artérias, diminuindo o colesterol ruim da circulação sanguínea.

Rejuvenescedora da pele

Pertencente ao grupo das mucilaginosas, as sementes de chia formam um gel quando entram em contato com a água. Essa característica a torna muito eficaz para o funcionamento do intestino, ajudando na eliminação de toxinas, o que corrobora para a composição de uma pele macia e saudável.

Maneiras de consumir a chia

O consumo indicado é de 1 a 2 colheres de sobremesa da chia em grãos, 30 minutos antes das refeições. É recomendável deixar a semente na água por cerca de 30 minutos, para que ela forme a porção gelatinosa. Pode ser consumida em forma de cápsulas ou farinha, em receitas em geral.