O Xadrez e seus benefícios para a saúde mental

O Xadrez e seus benefícios para a saúde mental
Zoom photograph of chess pieces on a chess board.

Conhecido como um jogo para intelectuais, o xadrez é o melhor esporte pra exercitar o cérebro. O jogo ajuda a saúde mental ao longo da vida.

 Principais benefícios do xadrez para a saúde

O Xadrez e seus benefícios para a saúde mental

Veja também:

4 motivos para incluir mais música no dia a dia

  • Promove o desenvolvimento cerebral

Jogos desse tipo, que desafiam o cérebro, estimulam o crescimento de dendritos – organismos que enviam sinais a partir das células neurais. Com mais dendritos, a comunicação neural, dentro do cérebro, melhora e fica mais rápida. A interação com outras pessoas em atividades desafiadoras estabelecem o crescimento dos dendritos e o jogote dá ótimas oportunidades para fazer isso.

  • Exercita os dois lados do cérebro

Um estudo feito na Alemanha afirmou que quando é pedido aos jogadores que identifiquem posições de jogo e formas geométricas, os dois hemisférios do cérebro, esquerdo e direito, ficam muito ativos. O tempo de reação para as formas simples era o mesmo, mas acabavam usando ambos os lados do cérebro para responder mais rapidamente a questões relacionadas às posições de jogo.

  • Aumenta o QI

Um estudo científico mostrou que jogar pode aumentar o QI do praticante. Uma análise feita com 4.000 estudantes venezuelanos mostrou aumentos significantes na pontuação do QI, tanto dos meninos quanto das meninas, após quatro meses de práticas.

  • Ajuda a prevenir o Alzheimer

Um estudo publicado no The New England Journal of Medicine afirmou que pessoas com mais de 75 anos de idade que praticam esportes mentais como este tem menos probabilidade de desenvolver demência que idosos que não praticam esse tipo de jogo.

  • Aguça a criatividade

Jogar xadrez ajuda a liberar a originalidade uma vez que a ativa o lado direito do cérebro, o lado responsável pela criatividade. Um estudo feito durante quatro anos analisou grupos de estudantes do 7º ao 9º ano que jogavam xadrez, usavam o computador ou faziam qualquer outra atividade uma vez por semana, por 32 semanas, para ver qual atividade promovia um maior crescimento no pensamento criativo. O grupo que jogava xadrez teve a pontuação mais alta em todos os graus de criatividade, com a originalidade sendo sua maior área de ganho.

  • Melhora a capacidade de resolver problemas

Uma partida de xadrez exige pensamento rápido e solução de problemas em tempo real porque o oponente está constantemente mudando os parâmetros. Uma pesquisa realizada em 1992 com 450 estudantes do 6º ano em  New Brunswick indicou que aqueles que tinham aprendido a jogar xadrez tinham uma pontuação significativamente mais alta em testes padronizados, comparando com aqueles que não jogavam xadrez.

  • Melhora as habilidades de leitura

Em uma famosa pesquisa de 1991, Dr. Stuart Margulies analisou a performance de leitura de 53 estudantes da escola primária que participaram de um programa de treinamento de xadrez e os avaliou em comparação com outros estudantes que não jogavam xadrez. Ele concluiu que jogar xadrez ocasiona um aumento na performance de leitura. Em uma cidade onde os testes dos estudantes ficaram abaixo da média nacional, as crianças que jogavam xadrez ficaram acima dessa média.

  • Otimiza a melhoria da memória

Os enxadristas sabem que a prática do xadrez melhora suas memórias, principalmente por causa das regras complexas que devem ser lembradas, além do acesso rápido à memória necessária para evitar erros cometidos anteriormente ou para lembrar certo estilo de jogo do adversário.

  • Acelera a recuperação de Acidente Vascular Cerebral

O xadrez pode desenvolver a coordenação motora fina em indivíduos que têm alguma deficiência física ou que tenham sofrido um AVC ou outro acidente fisicamente debilitante. Essa forma de reabilitação usa a movimentação das peças em diferentes direções (pra frente, pra trás, na diagonal pra frente, na diagonal pra trás) para ajudar a desenvolver e afinar a capacidade motora do paciente, enquanto que o esforço mental feito durante o jogo pode melhorar a capacidade de comunicação e cognitiva.