Tratamento com Ventosas – O que é? Para que serve?

Tratamento com Ventosas – O que é? Para que serve?

A Ventosaterapia é uma técnica que consiste na aplicação de ventosas na pele criando um vácuo e fazendo uma sucção. Isso ajuda a controlar a corrente sanguínea do corpo. Pode ser usado como tratamento auxiliar para alguns desconfortos, fins terapêuticos e estéticos.

Quais os benefícios?

Entre os muitos benefícios da Ventosaterapia, se destacam para o tratamento de:

  • Desintoxicação do organismo;
  • Dores na lombar da coluna;
  • Dores musculares;
  • Dores abdominais;
  • Cefaleia;
  • Problemas digestivos;
  • Hipertensão arterial;
  • Aumento da circulação sanguínea local;
  • Fortalecimento dos vasos sanguíneos;
  • Aumentar a produção de líquido sinovial dentro das articulações;
  • Celulite;
  • Relaxar o corpo e a mente.

Como as ventosas funcionam?

A Ventosaterapia é feita com a aplicação de copos/ventosas na região do corpo desejada para o tratamento. Assim cria-se um vácuo dentro da ventosa que suga a pele. Com isso, o diâmetro dos vasos sanguíneos aumenta, oxigenando esses tecidos e liberando toxinas do sangue e do músculo de forma mais fácil. Isso estimula a circulação sanguínea e esse aumento de sangue ajuda a nutrir os músculos, aliviando tensões, dores musculares e articulares.

Como a ventosaterapia é feita?

Tratamento com Ventosas – O que é? Para que serve?

Existem 3 formas de ventosas para o tratamento:

  • Copo de silicone: uma das formas mais simples, no qual o copo de silicone é pressionado pelos dedos e depois colocado na pele. Assim se forma o vácuo e a pele é sugada.
  • Copo de vidro: o de vidro já funciona de forma diferente, é necessário acender uma vela e colocar sua chama no interior do copo para em seguida colocar o copo na pele. Assim o vácuo se forma, depois que oxigênio de dentro do copo é consumido.
  • Ventosa eletrônica: esse tipo é feito com um aparelho eletrônico que promove o vácuo ao ser ligado na pele na região desejado. Assim, a pele vai sendo sugada e a ventosa se prende na pele.

As sessões podem variar de 5 a 15 minutos. A indicação depende de cada caso e deve ser feita por um profissional da área, mas geralmente são feitas 8 sessões, 1 vez por semana.

Tem contraindicação?

A técnica de Ventosaterapia não é indicada nos casos de:

  • Trombose;
  • Tromboflebite;
  • Distúrbios hemorrágicos;
  • Hemofilia;
  • Varizes;
  • Febre;
  • Fratura no local a ser tratado;
  • Gravidez;
  • Convulsões;
  • Locais que apresentam feridas ou sinais de infecções;
  • Durante o tratamento contra o câncer.

Em outros casos não é exatamente uma contraindicação, mas são pessoas que devem tomar mais cuidado e se consultar com um médico previamente. São elas:

  • Pessoas com pressão alta descontrolada;
  • Logo após a prática de exercício;
  • Aplicação em regiões que não têm uma boa camada muscular.