10 tipos de grãos para celíacos

10 tipos de grãos para celíacos

Uma série de sementes e grãos sem glúten é a alternativa perfeita para substituir o trigo no café da manhã e também em todas as refeições.

Grãos para celíacos

10 tipos de grãos para celíacos

1. Amaranto

O amaranto é uma semente originária do México e era a base alimentar dos Astecas e dos Maias. Possui uma proteína completa e é rico em ferro, cálcio e fibras. Pode ser usado inteiro ou em forma de farinha.

2. Trigo Sarraceno

O trigo sarraceno é um parente do ruibarbo e azedinha. Contém manganês, cobre, magnésio, fibra alimentar e fósforo. Pode ser torrado ou utilizado cru, usado na forma de grão inteiro ou como farinha.

3. Milho

Os grãos de milho são secos e moídos formando uma farinha, ou polenta, dependendo do método utilizado. Há controvérsia em torno da diferença entre farinha de milho e polenta, mas todos são grãos sem glúten.

4. Painço

Painço é outra semente que consumimos como um grão. É rico em fibras, ferro, vitaminas B, manganês, fósforo e magnésio. Também é altamente alcalino, o que o torna fácil de digerir.

5. Aveia

A aveia é um grão de cereais. Sua casca não é comestível, seus grãos são cozidos no vapor ou assados em um forno para acentuar seu sabor. Finalmente, a aveia é moída para produzir flocos.

6. Quinoa

Quinoa é um alimento antigo dos Andes, uma proteína completa, fornecendo todos os aminoácidos essenciais necessários para a boa saúde, razão pela qual algumas pessoas chamam-no de superalimento. Quinoa pode ser consumido como um grão ou moído em farinha para ser usado em assar ou fazer macarrão sem glúten.

7. Arroz

O arroz é um grão cultivado em todo o mundo. Seu valor nutricional do arroz pode variar, dependendo do tipo de arroz, as condições do solo onde ele é cultivado, e como ele é processado e cozido.

8. Sorgo

O sorgo é rico em fibras, ferro e proteínas. É muitas vezes transformado em adoçante, atualmente está se popularizando.

9. Teff

Sua aplicação mais utilizada é moído em forma de farinha. Teff é o menor dos grãos, ele é 100 vezes menor que um grão de trigo. É rico em cálcio, proteína e fibras.

10. Arroz Selvagem

O arroz selvagem não é realmente um arroz, mas sim uma semente. É cultivado na Califórnia, Minnesota e Wisconsin. O arroz selvagem é um alimento que sofre um trabalho intensivo para crescer; É rico em fibras, folato, magnésio, fósforo, manganês, zinco, vitamina B6 e niacina.