Terapia na terceira idade?

Terapia na terceira idade?

A população brasileira vem envelhecendo com o passar dos anos. Com o aumento da expectativa de vida, os idosos estão em maior número nas sociedades.

Diferente dos países desenvolvidos onde os idosos são assim classificados a partir dos 65 anos, no Brasil a etapa é considerada a partir dos 60, oficialmente.

Até bem pouco tempo a velhice tinha tantos problemas e sofria com tantas enfermidades que o indivíduo acabava não experimentando realizações nesta etapa, que durava pouco tempo. Criou-se por isso uma opinião pública estigmatizada, considerando os mais velhos como pessoas pouco importantes e numa atitude preconceituosa, os excluíam do convívio social. Pois essa visão ainda se reflete nos nossos dias o que faz com que a pessoa da terceira idade receba reflexos negativos sobre sua identidade, tanto dos outros como de si próprio.

Lidando com o envelhecimento

Além de sofrer com a maneira como a sociedade nos vê e com a nossa própria autoimagem que por vezes fica distorcida, ainda precisamos lidar com algumas restrições na nossa realidade física. Como enfrentar tudo isso de forma positiva?

Precisamos tratar algumas questões psicológicas como a sensação de não pertencimento, a dificuldade de planejar o futuro, e a diminuição do contato social por causa da aposentadoria. Essas e outras coisas podem acabar nos deixando desmotivados, gerando insegurança, baixa na autoestima, medo, ansiedade e até depressão.

Para que possamos viver bem precisamos primeiramente reconhecer quem somos, aceitar nossa história de vida e os desafios que superamos ou não. Enxergando-nos honestamente e dando valor às coisas que conquistamos até aqui.

E é aí que a terapia pode ser de grande importância para nós da terceira idade. Pois ela nos dará oportunidade para refletirmos sob as lentes certas, podendo ter um encontro terapêutico conosco mesmos!

Poderemos reconsiderar os objetivos e desejos que em algum momento ficaram para trás, melhorando assim nossa confiança e autoestima.

A terapia pode nos libertar

Na terapia poderemos nos abrir, falando dos nossos medos e inseguranças. Um espaço seguro onde não seremos julgados ou mal interpretados. De acordo com as perspectivas positivas que vão se formando, os sentimentos destrutivos perdem força, aumentando a sensação de liberdade ao longo do processo.

O importante é viver plenamente esta etapa, mesmo que pra isso uma boa ajuda se faça necessária!