Sardinha: 8 Benefícios além da Proteção Cerebral

Sardinha: 8 Benefícios além da Proteção Cerebral

Ela é popular, saborosa e fácil de achar, mas as vantagens da sardinha vão além da culinária. Com uma série de nutrientes essenciais, esse peixe vem provando seu valor e benefícios para uma saúde mais completa.

Benefícios da Sardinha para a Saúde

Sardinha: 8 Benefícios além da Proteção Cerebral

Veja também:

Peixe – Fotos dos melhores tipos para a saúde

  1. Grande fonte de ômega 3

Um dos benefícios da sardinha é que, mesmo custando pouco, é ser muito rica em ômega 3, que é um ácido graxo, classificado como gordura poli-insaturada, capaz de regular as taxas de colesterol, evitar a formação de coágulos no sangue, melhorar a visão, as funções cerebrais.

  1. Pele e cabelo mais bonitos e saudáveis

Possui nutrientes que estimulam a síntese de colágeno e de elastina, fibras que deixam a pele mais firme e flexível. Também serve para nutrir os folículos capilares, fazendo com que os cabelos fiquem mais sedosos e saudáveis.

  1. Saúde para o coração

Consumir sardinha regularmente evita o acúmulo de gordura nos vasos sanguíneos, situação que leva ao entupimento de veias e artérias, culminando em infartos.

  1. Concentração de cálcio

85 gramas de sardinha chega a ter quase 500 mg de cálcio, enquanto um copo de leite de 200 ml tem um pouco mais da metade disso. A enlatada tem ainda mais cálcio do que a assada.

  1. Rica em vitamina D

Essa vitamina, assim como o cálcio, também é importante para a saúde dos ossos, além de colaborar para a força muscular. Além disso, a vitamina D também previne e controla a diabetes.

  1. Rica em proteínas

Possui tanta proteína quanto a carne vermelha! As proteínas auxiliam no processo metabólico, fortalecem o sistema imunológico, evitam problemas de hormônios e contribuem com a hipertrofia muscular.

  1. Reduz o risco de câncer

Esse benefício se deve à combinação dos nutrientes presentes na sardinha, mas principalmente à presença de Selênio, que faz dela útil na prevenção de câncer, principalmente os tipos relacionados ao sangue e aos rins.

  1. Protege o cérebro

Por causa da concentração de fósforo, vitamina B12 e uma outra substância chamada triptofano, ajuda que o cérebro funcione melhor, deixando a comunicação entre as células nervosas muito mais eficiente. Isso pode até ajudar a prevenir problemas de saúde degenerativos, como o Mal de Alzheimer.