Salto alto: Até onde é saudável?

Salto alto: Até onde é saudável?

A moda leva as mulheres a viver nas alturas. Literalmente. Saltos cada vez mais altos parecem ignorar o formato do corpo, propondo uma nova postura. Até onde o salto alto é uma necessidade? Onde ele começa a comprometer a saúde?

Salto alto: Até onde é saudável?

 

A pressão exercida por cada pé de uma mulher que pese 46 kg e que esteja usando sapatos com saltos15 é 20 vezes maior que a pressão exercida por cada uma das patas de um elefante de 2750 kg. É o que se pode denominar de saltos altos verdadeiramente fatais.

 

Dicas sobre o uso de salto alto

1. Três centímetros é a altura que se recomenda para que os saltos não tragam prejuízos ao corpo. Mais do que isso, começa a provocar deformações ósseas, principalmente joanetes.

2. Não são os sapatos apertados que causam joanete, mas a pressão feita no dedão quando se usam saltos superiores a 3 cm.

3. Além de joanete, saltos muito altos podem causar outras deformidades como dedos em garra, aumento da incidência de entorses e fraturas de tornozelo.

Veja também:

Pilates: 10 benefícios para a terceira idade

4. A ideia de que as mulheres precisam usar um pouco de salto é falsa. As que reclamam que não conseguem usar sapatos baixos desenvolveram encurtamento da musculatura posterior da perna e sentem dores quando tiram o salto.
5. Evitar andar longas distâncias com saltos muito altos. Reservar esses sapatos para ocasiões nas quais não será necessário muito movimento.

6. Os modelos altíssimos com sola meia-pata oferecem um pouco mais de conforto, pois a plataforma na região frontal do pé ameniza a altura do salto.
7. Atentar ao tamanho dos pés. Ao longo dos anos, 90% das pessoas passam a calçar um número ou dois a mais.

8. Comprar sapatos sempre no fim da tarde ou à noite, quando os pés estão mais inchados.

9. Sempre experimentar os dois pés dos calçados a serem comprados.

10. O modelo deve deixar folga de uma polpa digital entre seus dedos e o material.

Salto alto: Até onde é saudável?