10 Plantas tóxicas que temos em casa

10 Plantas tóxicas que temos em casa

No paisagismo residencial, por costume e tradição, mas também por sua beleza, são usadas muitas plantas que têm toxicidade tanto para humanos quanto para animais. É por tradição cultural que continuamos a usá-las no paisagismo residencial, apesar dos riscos já sobejamente conhecidos. Muitas delas também são usadas pela medicina popular, pois nas doses corretas elas são excelentes remédios já comprovados e que, na antiguidade, e não só, serviram para salvar muitas vidas. Algumas têm seu uso nas religiões afro-brasileiras, em banhos de cura ou de defesa, o que também vem da tradição cultural de um povo mestiço como o nosso.

Plantas tóxicas

10 Plantas tóxicas que temos em casa

1. Alamanda (Allamanda cathartica)

Trepadeira arbustiva de belas flores amarelas, muito encontradas por muros e calçadas. Usada na medicina popular por seu violento efeito purgante, a ingestão de suas folhas e flores, causa desarranjo intestinal que pode, inclusive levar a óbito. Como diz, e bem, a sabedoria popular, “essa flor mata cavalos”.

2. Chapéu-de-Napoleão (Thevetia peruviana)

Este é um arbusto baixo, de até 2-3 metros de altura, com flores amarelo ouro, muito flagrantes, e sementes grandes, com aparência recurvada do chapéu de Napoleão, que podem ser confundidas com nozes comestíveis sendo, no entanto, muito tóxicos devido ao seu conteúdo em glicosídeos cardíacos.

3. Cinamomo (Melia azedarach)

Também conhecida como “cedro branco”, tem frutos redondos, bolotas, parecidos com os do cedro. Esta é arvore nativa ornamental do Oriente, e muito útil por seu sombreado é agradável. Muito usada para sombrear calçadas. Tem folhas e frutos altamente tóxicos para humanos e animais, excluindo os pássaros, que se alimentam de seus frutos.

4. Comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia picta)

Planta folhosa da família das Araceas, como o Tinhorão e a Costela-de-Adão. Tem folhas verde-claro raiadas de branco, em bonitos padrões e, é planta de meia sombra. A tradição cultural brasileira diz que esta é uma planta de proteção energética, razão pela qual se encontra em muitas casas, tanto na área externa quanto dentro.

5. Copo-de-leite (Zantedeschia aethiopica)

Arbustiva, resiste bem às variações de temperatura mas, em vaso deve se manter em terra sempre úmida. Esta planta dá flores na primavera, de cores variadas, branco, rosa, amarelo, vermelho e roxo, muito bonitas. Quando cortadas, são muito boas para arranjos internos, duradouras, em vasos de água. Esta planta é tóxica por seu conteúdo de oxalato de cálcio.

6. Coroa-de-Cristo (Euphorbia millii)

Arbustiva espinhosa, com pequeninas flores vermelhas em grossos galhos que mais parecem arame farpado, tem que ser contida por podas freqüentes para que não ocupe todo o espaço à volta por sua agressividade. É planta leitosa que causa irritação de pele e mucosas e, as feridas causadas por seus espinhos são profundas e de difícil cicatrização.

7. Costela-de-Adão (Monstera deliciosa)

Possui grandes folhas furadas, que contém oxalato de cálcio, daí sua toxicidade. É cultivada como ornamental e muito usada em locais de sombreamento. Suas flores são claras, cor de creme, e muito odoríferas, e seu fruto é comestível. Porém, cuidado, é uma planta da família das Aráceas, por tanto, perigosa ao ser comida.

8. Espirradeira (Nerium oleander)

Esta é uma arbustiva de porte médio, que floresce profusamente, em cores que vão do branco ao rosa-lilás, muito usada nas calçadas e quintais, por sua beleza. No entanto, aos alérgicos esta planta é profundamente tóxica, bastante passar perto para que se desencadeiem crises de rinite ou casos de asma. Também sua ingestão é perigosa já que produz distúrbios cardíacos que requerem atendimento imediato.

9. Hera (Ficus pumila)

A hera de folha miúda, ou qualquer outra planta do gênero Ficus, muito usadas em casa até como bonzais, são tóxicas por seu leite que contem oxalato de cálcio.

10. Tinhorão (Caladiun bicolor)

Também conhecida como caládio ou tajá, é uma folhagem bicolorida, que se expande por rizomas e gosta da meia sombra. Muito agradável à vista, no entanto, é altamente tóxica, pois contém oxalato de cálcio em suas folhas e caules.