Pilates – 5 benefícios surpreendentes

Pilates – 5 benefícios surpreendentes

Envelhecer é um processo natural; o metabolismo muda e com ele também mudam as condições físicas e mentais do ser humano. Existe a perda de massa muscular e a redução da densidade óssea, tornando a pessoa idosa vulnerável a problemas de coluna, articulações e coração.

Graças aos avanços da medicina, a população brasileira e mundial está envelhecendo. E isso não é uma coisa ruim. É claro, é difícil manter o mesmo ritmo, mas existem diversas maneiras de manter a saúde física e mental, sendo o exercício físico para idosos a melhor recomendação.

O pilates é um tipo de exercício mais leve, ideal para idosos. E não é à toa que cada vez mais essa prática ganha novos adeptos. Se você é uma pessoa que ainda não conhece os benefícios dessa atividade, continue com a gente. Separamos 5 benefícios que o pilates pode oferecer aos idosos.

Por que escolher o pilates?

O pilates é uma atividade que possui pouco impacto corporal, podendo ser adaptada de acordo com o limite de cada um, o que o torna muito seguro para os idosos. Não é um exercício baseado na repetição exaustiva, ele é baseado na precisão e qualidade dos movimentos, sempre observando a respiração.

Não deve ser confundido com Yoga. Ambos trabalham a respiração e a postura, conectando o físico e o mental, mas enquanto o foco do yoga é o alongamento, o do pilates é o fortalecimento.

Os exercícios de pilates promovem diversas melhorias no dia a dia da terceira idade porque trabalha, principalmente, estimulando o corpo para obter mais flexibilidade, promovendo melhorias no equilíbrio, na força e na coordenação, recuperando articulações e aliviando dores generalizadas. Ainda, como consegue abranger os músculos da região pélvica, é uma ótima atividade para solucionar problemas de incontinência fecal e urinária.

5 benefícios da prática do pilates

Ajuda no controle da diabetes

O pilates auxilia na diminuição das taxas de açúcar no sangue e também aumenta a absorção da insulina. Com o aumento da massa muscular a partir do exercícios, existe um aumento também na absorção da glicose e também no controle do peso.

Combate a depressão

É muito comum que, junto com o envelhecimento, os idosos desenvolvam um determinado nível de depressão. Isso porque a nossa sociedade não está preparada para atender os idosos, o que por muitas vezes acaba excluindo-os do nosso dia a dia. Não é raro vê-los reclamar da solidão.

É possível, e recomendado inclusive, que a atividade seja praticada em grupos. Isso permite a interação e a socialização entre idosos, uma ótima maneira de obter uma companhia.

Além disso, os exercícios, mesmo que não intensos, ajudam na produção natural e liberação dos hormônios que combatem a depressão.

Retarda doenças degenerativas

Comprovadamente, o pilates possui efeitos que retardam doenças degenerativas como o Parkinson e a Esclerose Múltipla, alivia os sintomas do mal de Alzheimer e, além disso, ajuda na recuperação do cérebro em casos de traumas, como derrame.

O mal de Alzheimer é uma forma de demência agressiva, variável e irreversível. Ele leva a perda da memória, cinestesia, aprendizado, comunicação e alterações na personalidade. A atividade do pilates trabalha a melhora da amplitude de movimento, a força, a flexibilidade, o equilíbrio e a coordenação motora, tudo isso aliviando a cinestesia.

O pilates trabalha ainda com a atenção e pode ainda melhorar a memória ao coreografar a sequência de movimentos.

Evita o desenvolvimento de Osteoporose

A osteoporose é uma doença que diminui a massa óssea resultando na fragilidade mecânica e na predisposição a fraturas. É muito comum o desenvolvimento dessa doença na terceira idade, isso porque a redução da massa óssea é algo natural da velhice.

O pilates possui exercícios específicos para as pernas que ajudam no aumento da densidade óssea, tanto na coluna quanto nos quadris, diminuindo também os riscos de quedas.

Alivia dores

O fortalecimento dos músculos, a flexibilidade, a recuperação das articulações e o aumento da densidade óssea, resultam em uma melhor sustentabilidade da coluna. Com a prática regular de exercícios, as dores nessa e em outras regiões tendem a sumir.

A disposição aumenta, assim como a resistência, possibilitando maior mobilidade sem grandes cansaços.

Todos os benefícios mencionados neste artigo possuem exercícios recomendados e supervisionados por especialistas, por isso, é claro que antes de começar os exercícios você deve fazer uma avaliação com um profissional.

Agora que você já conhece alguns dos resultados, deve entender o porquê de o pilates ser tão recomendado por médicos com o avanço da idade. Esse é um tipo de atividade que relaciona mente e corpo, proporcionando melhor qualidade de vida.