Pernas inchadas: O que fazer?

Pernas inchadas: O que fazer?

Muitos podem ser os motivos que levam as pernas a ficarem inchadas. Normalmente as pernas incham por causa do acúmulo de líquidos ou pela má circulação sanguínea. Mas outras coisas podem causar o inchaço nas pernas. Algumas doenças tem isso como um de seus sintomas. Mas pode também ser ocasionado por alguma pancada ou contusão.

O calor também pode ser o motivo das pernas ficarem inchadas, pois a alta temperatura promove a retenção de líquidos.

Pontos importantes a investigar

No caso dos inchaços persistirem por dias, ou forem acompanhados por dores, é importante entender o histórico de cada pessoa, para que se possa encontrar o motivo.

De acordo com os especialistas, as principais perguntas para que se possa iniciar a compreensão da situação são:

  • Tem problema no coração, rim, fígado ou tireoide?
  • Toma alguma medicação?
  • O inchaço é em uma ou nas duas pernas?
  • O inchaço é doloroso?
  • Começa nos dedos ou no tornozelo?
  • Piora durante o dia?
  • Teve febre?
  • Está tendo câimbras?

Um bom exame físico aliado ao conhecimento destes pontos específicos da vida do paciente dará ao médico condições de emitir um diagnóstico sólido em 90% dos casos.

Tratando o inchaço nas pernas 

Somente o médico pode indicar o tratamento certo para cada caso. Normalmente, pessoas com pernas inchadas acham que tomar diuréticos resolverá o problema, mas na verdade a retenção de líquidos pode ser apenas um dos sintomas de algo mais sério que esteja acontecendo. Os diuréticos irão, desta forma, “maquiar” a situação, dificultando o diagnóstico correto. Portanto evite a automedicação.

Precauções importantes

Existem algumas atitudes simples que podem fazer muita diferença no sentido de diminuir a incidência de inchaço nas pernas.

  • Fazer atividade física que contraia a panturrilha.
  • Controlar o peso.
  • Controlar a ingestão de sal.

Assim como em outras complicações físicas, o inchaço nas pernas pode ser tratado mais facilmente quando detectado no início da incidência, portanto assim que surgirem os primeiros sintomas procure ajuda médica.