Pão Industrializado – 9 ingredientes perigosos

Pão Industrializado – 9 ingredientes perigosos

O pão é um dos principais alimentos da nossa dieta. Porém, existem alguns ingredientes assustadores que costumam ser utilizados na composição do pão industrializado.

Principais ingredientes para se evitar no pão industrializado

 Pão Industrializado – 9 ingredientes perigosos

Veja também:

A terapia do Pão

1- High Fructose Corn Syrup (HFCS): Este adoçante – muitas vezes feito a partir de milho geneticamente modificado – é utilizado por fabricantes de alimentos, por ser mais barato do que a sacarose (açúcar branco). Este tipo de frutose pode causar esteatose hepática (gordura no fígado) e elevação excessiva de insulina com posterior acumulo de gordura abdominal.

2- Butil hidroxi anisol (BHA): É usado como um conservante em pães. Consta na lista de produtos químicos que causam câncer. Além disso, provoca aumento da excreção urinária de vitamina C, aumento da mortalidade perinatal e retardos de crescimento nos filhotes de animais testados, sendo encontrado também em cereais e alimentos industrializados ricos em gordura.

3- Bromato de Potássio: O famoso bromato é adicionado à farinha utilizada no pão industrializado, pois reforça a massa, fazendo crescer e aumentar o volume. É possivelmente cancerígeno de acordo com a Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer.

4- Gorduras Trans: As gorduras trans não oferecem nenhum benefício para o consumidor, a não ser o fato de que elas estendem a vida do pão na prateleira.

5- Corante caramelo: É utilizado nos pães comerciais para torná-los dourados. Contém certos contaminantes, tais como 2 e 4-metilimidazole (2 ou 4-MEI), que a Organização Mundial de Saúde considera como “possivelmente cancerígenos para os seres humanos.”

6- Sulfato de amônio: Utilizado em produtos de limpeza doméstica, tintura de cabelo e no pão. Foi considerado seguro nos níveis utilizados em produtos alimentares.

7- L-cisteína: Este é um aminoácido que reduz o tempo de cozedura do pão. É feito de cabelo humano, penas de pato e pelo de porco.

8- Soja: O óleo de soja fornece gordura para dar maior sabor, riqueza e textura. A preocupação com ingredientes à base de soja é que eles podem se originar de soja geneticamente modificada o que em excesso pode ser prejudicial.

9- Glúten: Nutriente com um grande potencial alergênico. Estudos mostram sua relação com doenças auto imunes intestinais , dermatológicas,  tiroidianas como tiroidite de Haschimoto e  enxaqueca.