Mudanças físicas na terceira idade

Mudanças físicas na terceira idade

Durante muito tempo se teve a ideia de que a vida depois dos 60 anos seria apenas um grande apanhado de dores, problemas e restrições. Tal percepção popular tem sido derrubada a cada dia, pois cada vez mais homens e mulheres têm alcançado idades bem superiores a essa com qualidade de vida, saúde e alegria. Convivendo bem com as mudanças físicas.

Mas precisamos atentar para o fato de que, assim como acontece em qualquer outra etapa de nossas vidas, na terceira idade precisamos tomar algumas precauções e atitudes a fim de poder extrair o máximo de vida que essa fase pode nos proporcionar.

Quais mudanças físicas acontecem na terceira idade?

Muito já se fala sobre o enfraquecimento dos ossos e a perda gradativa da audição, mas muitas outras mudanças físicas começam a acontecer. Se tomarmos as devidas posturas poderemos minimizar o sofrimento e até reverter o quadro a nosso favor.

A pele

Uma grande mudança se percebe na nossa pele ao chegarmos à terceira idade. As glândulas de produção de óleo diminuem a atividade, deixando a nossa pele menos elástica, ficando mais seca e sensível.

Para diminuir o mal estar e retardar o envelhecimento de nossa pele é muito importante nos protegermos bem contra o sol com chapéus, luvas e um bom protetor solar. O uso de cremes hidratantes devolverá a oleosidade necessária para que a falta de elasticidade não comprometa os movimentos.

O cérebro

Esquecimento e dificuldade de compreensão podem acontecer e são naturais no processo de envelhecimento. No entanto, atividades simples como palavras cruzadas, jogos de tabuleiro e outros estímulos mentais podem melhorar esse déficit. Os exercícios físicos regulares também ajudam nessa área, pois aumentam a oxigenação no cérebro.

Os rins

A diminuição da atividade renal se dá também por causa da diminuição do tamanho dos nossos rins nessa fase da vida. Como consequência, o processo de purificação de resíduos passa a ser mais lento, bem como demora mais para o corpo hidratar-se. Nesse caso é importante diminuir a ingestão de medicamentos desnecessários, evitar o álcool e beber bastante água.

Os ossos

Durante toda a vida os nossos ossos vão perdendo o seu conteúdo mineral gradualmente. Desta forma diminui a força, resistência e a densidade deles. No caso específico das mulheres que atingem a menopausa, aumentam-se os riscos de perda da densidade óssea, ficando mais propensas à osteoporose. Ingerir cálcio e vitamina D todos os dias, praticar exercícios físicos regulares e evitar café e fumo são as precauções mais importantes para minimizar problemas na nossa estrutura óssea.

Tomando a atitude certa, na hora certa

Manter uma atitude positiva, nos dedicar às atividades em grupo para não diminuir o contato social, praticar atividades físicas e visitar o médico regularmente, são outras regrinhas de ouro que devemos observar para que possamos diminuir os problemas que surgirem, encarando melhor as mudanças físicas e aproveitando cada oportunidade de continuar fazendo a vida valer a pena!

Veja mais sobre cuidados com o corpo para envelhecer com saúde no site da USP:

http://www.usp.br/espacoaberto/?materia=cuidar-de-corpo-e-mente-e-saida-para-envelhecer-com-saude