Mitos sobre os cabelos da mulher na terceira idade

Mitos sobre os cabelos da mulher na terceira idade

As necessidades das mulheres maduras estão mudando e atender essa demanda é essencial. Mulheres com mais de 60 anos estão preocupadas com a aparência, têm uma vida social ativa e mais disponibilidade de ficar no salão. É aí que aparecem algumas dúvidas. Qual o melhor corte, cor, o que se deve ou não fazer nessa fase, já que algumas características dos cabelos mudam?

5 Mitos sobre os cabelos femininos na terceira idade

Mitos sobre os cabelos da mulher na terceira idade

Veja também:

Por que os cabelos ficam brancos?

  1. Quanto mais madura, mais cabelos brancos

Assim como existem adolescentes com cabelos brancos, há idosos que não ficam com os cabelos grisalhos.

  1. Mulheres maduras não podem ter cabelos longos

O comprimento do cabelo tem a ver com o formato do rosto e estilo da pessoa, não com a idade. Então, uma senhora que tenha perfil, pode sim ter cabelo comprido.

  1. Cabelo comprido esconde as rugas

Há casos em que o cabelo comprido ressalta ainda mais as rugas, dependendo do formato do rosto. No entanto, se a mulher quer apostar em fios mais longos, o ideal é um desfiado ou repicado. Cortes retos deixam o rosto pesado.

  1. Senhoras tem que usar cabelo curto, é mais fácil

Essa opção geralmente é citada porque na terceira idade os cabelos perdem o volume e ficam mais finos. No entanto, há vários produtos capilares que podem fortalecer e dar mais volume aos fios.

  1. Mulher não fica velha, fica loira

Nem todo o cabelo na terceira idade precisa ser descolorido. Há aqueles que podem permanecer grisalhos e continuarem bonitos.

O cabelo grisalho tem como característica fios mais grossos e ressecados, que necessitam de hidratação. Uma tendência do grisalho é o amarelamento dos fios, então, é importante utilizar produtos contra essa ação, que são os shampoos prata ou roxo.

Hidratar o cabelo semanalmente também é fundamental quando os sinais da idade chegam. Nesta época, a pele e o couro cabeludo ficam mais sensíveis e a probabilidade de alergias é maior. Por isso, é muito importante testar os produtos antes de utilizá-los.