Laranja – Tipos mais consumidos no Brasil

Laranja – Tipos mais consumidos no Brasil

A principal diferença é o gosto. Basicamente, as centenas de tipos de laranja pertencem a duas espécies diferentes. A primeira, a Citrus sinensis, reúne as laranjas doces, como a lima, a bahia, a pera e a seleta. Todas elas são úteis no preparo de sucos, doces ou no consumo puro. A segunda espécie, a Citrus aurantium, concentra os tipos ácidos, como a laranja azeda. A casca e a polpa são utilizadas na fabricação de doces, enquanto as flores são usadas na extração de perfumes. As laranjas são nativas da Ásia, provavelmente do arquipélago malaio – que hoje abrange países como Indonésia, Filipinas e Malásia -, ou do sul da China, onde a fruta já era conhecida há 4 mil anos. No século 16, os colonizadores portugueses trouxeram a novidade para o Brasil.

As laranjas mais populares no Brasil

Laranja – Tipos mais consumidos no Brasil

Veja também:

Laranja – 9 benefícios para beleza e saúde

LARANJA-BAHIA

Essa variedade surgiu no século 19, de uma mutação natural no estado da Bahia, ela não tem sementes e é fácil de descascar. Por essa causa, é a mais utilizada no preparo de saladas. Em alguns estados, também é conhecida como laranja-de-umbigo, por causa de uma pequena saliência na parte de baixo da fruta.

LARANJA-SELETA

Os pesquisadores concluíram que foi esse tipo que deu origem à laranja-bahia. De fato, as duas variedades são bem parecidas: ambas são pouco ácidas, têm polpa suculenta e casca amarelo-clara. Hoje em dia, a seleta vem perdendo espaço no mercado e seu cultivo é feito de forma reduzida.

LARANJA JAPONESA

Apesar de ter esse nome, esse fruto pequeno e azedo comido com casca e tudo não pertence à mesma espécie das laranjas: as variedades mais comuns no Brasil, como a kinkan e a kunquat, são representantes do gênero Fortunella, um parente próximo do Citrus, mas com algumas características diferentes. A principal delas é o tamanho reduzido – tanto que algumas “laranjas” japonesas são cultivadas em bonsais.

LARANJA-LIMA

Dona de um sabor suave e doce, a lima é a menos ácida entre as laranjas populares. Por isso é recomendada para crianças pequenas e pessoas com problemas digestivos. A polpa suculenta é boa para ser comida diretamente, mas em geral não é usada no preparo de pratos ou na indústria.

LARANJA-PERA

Por adaptar-se facilmente a diferentes climas, a mais importante variedade nacional é plantada de São Paulo à Região Norte e responde por cerca de 70% da área cultivada no Brasil. Menor que as outras laranjas, a pera tem um sabor levemente doce, boa para o preparo de sucos ou para o consumo natural.