Idosos não se alimentam bem – De acordo com pesquisa

Idosos não se alimentam bem – De acordo com pesquisa

A porcentagem de idosos que tem problemas rela­cionados à alimentação chega a mais de 32% na América Lati­na. Uma revista científica informou que 60,3% assumem ter dieta pobre em vitaminas e só 6,8% cuidam dos que alimentos que comem. Entre­tanto, ao serem questionados sobre a prática de atividades físicas, 35,6% afirmou que faz exercícios pelo me­nos três vezes por semana, o que é considerado uma média boa, mas ainda assim baixo do ideal. Apesar de terem muitos problemas relacionados à faixa etária, é comum de se deparar com os que não perde­ram a vontade de viver e dispensam o rótulo de “terceira idade”.

Veja também:

Alimentação diminui os sintomas de Artrite e Artrose

Idosos não se alimentam bem – De acordo com pesquisa

Nutrição de idosos

Muitos idosos acabam deixando de lado a vontade de vi­ver e nem sequer tomam cuida­do para ter mais alguns anos de vida. De acordo com a especialistas, é normal se deparar com pessoas acima dos 60 anos que enfrentam problemas, abdicando da vida. Há algumas coisas bem comuns em idosos que levam a baixa ali­mentação, como a quantidade de medicamentos que eles inge­rem. A ingestão ex­cessiva de medicamentos é pre­judicial à saúde, e afeta o paladar do idoso

Além dos cuidados essen­ciais à saúde, beber bastante água tam­bém é indispensável. Frequen­temente, os idosos se esquecem de consumir água na quantidade necessária para a manutenção dos processos naturais do organismo, e isso afeta o bem­-estar destes que, na fase da vida que enfrentam, precisam se organizar para que a satisfação continue sendo uma constante. Outro ponto fundamental para que aja qualidade de vida é ter boas horas de sono. Dormir bem e ter uma boa quali­dade de sono, cuidar dos dentes para ingerir uma boa mastigação são cruciais para quem está na terceira idade. Con­dimentos naturais, como são, oré­gano, alho, cebola e limão tam­bém são importantes.

 Nutrição reflete em todas as áreas da vida

A redução da atividade se­xual está relacionada à questões bioló­gicas e sociais, mas é indispen­sável manter hábitos alimentares saudáveis em dia para ter uma atividade sexual satisfatória na terceira idade. Na menopausa, por exem­plo, a mulher deixa de produzir hormônios responsáveis pela lu­brificação da vagina, o que pode provocar dor durante as relações sexuais. Já entre homens, há uma queda na produção de testoste­rona, hormônio responsável pelo interesse sexual. Mas a boa alimen­tação é um dos fatores que po­dem auxiliar na volta da libido.