Hérnia de disco – O que é e como prevenir

Hérnia de disco – O que é e como prevenir

O que é Hérnia de Disco?

A hérnia de disco, ou hérnia discal, é uma doença da coluna vertebral causada pelo escape do material contido no interior do disco inter vertebral para a área externa, provocando a compressão da medula espinhal ou da raiz nervosa, gerando um processo inflamatório na região.

Veja os números sobre a hérnia de disco

95% das pessoas que sofrem com a hérnia de disco não precisam realizar cirurgia na coluna vertebral, podendo tratar com método não invasivo.

13% das consultas médicas envolvem dores na coluna.

15% da população mundial sofre com a hérnia de disco.

70% da população brasileira com mais de 40 anos sofre de algum tipo de problema na coluna.

Hérnia de Disco tem Cura?

A hérnia de disco é causada pelo desgaste dos discos inter-vertebrais, que é um processo natural associado ao envelhecimento. Existem muitos procedimentos que podem ser realizados com o intuito de amenizar a dor e tratar a hérnia de disco. São tratamentos, que quando associados à medidas preventivas, proporcionam uma significativa diminuição da dor e uma boa melhora na qualidade de vida.

Causas

A coluna vertebral é composta de discos que são responsáveis por absorver o impacto sobre as vértebras da coluna. Esses discos são feitos de uma capa externa de fibra e um interior gelatinoso e funcionam como “amortecedores” da coluna.

Com o tempo, os discos da coluna passam por um processo de degeneração, conhecido como “degeneração discal”. Nesse processo, pode se observar que:

  • Os discos desidratam, perdem o material gelatinoso do seu interior e tem a sua altura diminuída;
  • A capa de fibra que envolve o disco fica mais rígida e menos resistente, apresentando regiões de fraqueza;

Quando uma dessas áreas de fraqueza se torna incapaz de conter a pressão interna do disco, a parede do disco se rompe e acontece um escape do material interno do disco para o exterior, causando a compressão do nervo vizinho e provocando dor na região afetada ou dor irradiada para as pernas ou braços, dependendo do tipo de hérnia.

Fatores de risco

  • Movimentação repetitiva
  • Sedentarismo
  • Sobrecarga por excesso de peso
  • Excesso de atividade física de alto impacto

Sintomas

Hérnia de disco – O que é e como prevenir

Os sintomas da hérnia de disco podem surgir tanto na  região da coluna lombar e cervical, como nos braços e pernas. Isso devido a compressão de estruturas próximas ao disco, como a medula espinhal e a raiz nervosa, o que causa a “irradiação” da dor para os membros inferiores ou superiores.

Sintomas Hérnia de Disco Lombar

  • Dor nas pernas, quadril e/ou nádegas
  • Alteração de força
  • Dormência
  • Formigamento

Sintomas de Hérnia de Disco Cervical

  • Dor no pescoço
  • Dor irradiada para os ombros, braços e mãos
  • Sensação de dormência
  • Formigamento

Tipos de Hérnia de Disco

Protrusa – é o caso mais comum de hérnia de disco – apesar do núcleo do disco ainda não ter sido afetado, a sua forma já deixa de ser ovalada;

Extrusa – a parede do disco se encontra fissurada, permitindo o escape do material interno para fora do disco;

Sequestrada – é o caso mais grave de hérnia de disco –  a parede do disco se encontra rompida, provocando compressão extrema da raiz nervosa.

Fatores que, além da má postura, podem ser prejudiciais:

1 – Fatores hereditários;

2 – Traumas diretos ou de repetição;

3 – Fumo;

4 – Idade avançada (também é motivo de lesões degenerativas);

5 – Sedentarismo (é um fator determinante para dores nas costas);

6 – Ação de inclinar e girar o tronco frequentemente;

7 – Posição de ficar em pé ou sentado por muito tempo, principalmente no trabalho;

8 – Ação de levantar, empurrar e puxar objetos;

9 – Movimentos repetitivos em casa ou no trabalho;

10 – Prática esportiva;

11 – Trabalho que provoca vibrações no corpo;

12 – Trabalhar dirigindo;

13 – Fletir o tronco com frequência para apanhar objetos;

14 – Fatores psicológicos e psicossociais.

Como prevenir

– Evitar o fumo;

– Praticar atividades físicas para fortalecer a musculatura de sustentação da coluna, tornando-a mais resistente aos possíveis impactos;

– Adotar uma dieta saudável para controlar o peso corporal e prevenir que a coluna sofra com as sobrecargas;

– Não carregar excesso de peso no dia a dia;

– Praticar exercícios de alongamento;

– Manter uma postura adequada em todas as situações.