Fibromialgia – Causas e fatores de risco

Fibromialgia – Causas e fatores de risco

O que é Fibromialgia?

Uma síndrome comum, a fibromialgia provoca dores por todo o corpo durante longos períodos, com sensibilidade nas articulações, nos músculos, tendões e em outros tecidos moles. Juntamente com a dor, a fibromialgia também causa fadiga, distúrbios do sono, dores de cabeça, depressão e ansiedade.

Causas

As causas da fibromialgia são desconhecidas, mas existem vários fatores que estão associados a esta síndrome.

  • Genética: fibromialgia é comumente recorrente em pessoas da mesma família, o que pode ser um indicador de que existem algumas mutações genéticas capazes de causar a síndrome.
  • Infecções por vírus e doenças autoimunes também podem estar envolvidas nas causas da fibromialgia.
  • Distúrbios do sono, sedentarismo, ansiedade e depressão também podem estar ligados de alguma forma à síndrome.
  • Trauma físico ou emocional: a fibromialgia pode ser desencadeada por um trauma físico e o estresse psicológico também pode desencadear a condição.

Fatores de risco

De acordo com os médicos, alguns fatores de risco facilitam o surgimento de fibromialgia:

  • Sexo: a síndrome é mais comum em mulheres do que em homens, em especial naquelas entre 20 e 50 anos.
  • Histórico familiar: a doença é recorrente entre membros de uma mesma família, indicando que talvez exista algum fator genético envolvido nas suas causas.
  • Outros transtornos: artrite reumatoide ou lúpus aumentam a possibilidade de desenvolver fibromialgia.

Sintomas de Fibromialgia

Fibromialgia – Causas e fatores de risco

  • Dor generalizada: a dor associada à fibromialgia é descrita como uma dor presente em diversas partes do corpo e que demoram pelo menos três meses para passar.
  • Fadiga: portadores dessa síndrome frequentemente acordam se sentindo cansadas, mesmo tendo dormido por muitas horas. O sono também é interrompido por causa da dor, e muitos pacientes apresentam outros problemas relativos ao sono, como apneia, insônia e síndrome das pernas inquietas.
  • Dificuldades cognitivas: para os portadores de fibromialgia, é mais difícil se concentrar, prestar atenção e focar em atividades que demandem esforço mental.
  • Dor de cabeça recorrente ou enxaqueca clássica, dor pélvica e dor abdominal sem causa identificada (Síndrome do intestino irritável).
  • Problemas de memória e de concentração.
  • Dormência e formigamento nas mãos e nos pés.
  • Palpitações.
  • Redução na capacidade de se exercitar.

Principais pontos de dor da fibromialgia

As dores de origem emocional atingem principalmente o sistema musculoesquelético dos pacientes que apresentam fibromialgia e são representadas pelos seguintes pontos dolorosos:

  • Região da coluna cervical
  • Coluna torácica
  • Cotovelos
  • Nádegas
  • Bacia
  • Joelhos

Prevenção

Não há como prevenir a fibromialgia. Contudo, o tratamento precoce adequado pode ajudar a evitar danos adicionais.