Fazer sexo regularmente faz bem ao coração

Fazer sexo regularmente faz bem ao coração

De acordo com um estudo realizado na Universidade de Tufts, nos Estados Unidos, o sexo regular funciona como exercício cardiovascular, aumentando as chances de combater o câncer e diminuindo os sintomas da menopausa e da TPM. No Reino Unido, pesquisadores da Universidade do Queens, constataram que quem faz sexo pelo menos duas vezes por semana vive mais do que quem faz apenas uma vez por mês. Os pesquisadores acompanharam mil homens que entraram na terceira idade durante dez anos, todos tinham condições de saúde bem parecidas. Quem fez mais sexo, viveu duas vezes mais.

O fato de que o sexo pode ser um ótimo remédio para os “males do mundo”, todos sabem. Mas a informação de que ele aumenta os batimentos cardíacos e faz o corpo liberar substâncias protetoras para o coração, pode ser visto de outra forma. Cardiologistas afirmam que 30 minutos por dia de exercícios podem diminuir os riscos de problemas do coração uma vez que o aumento dos batimentos protege o músculo de problemas como o acidente vascular cerebral (AVC) e o mal súbito.

A palavra do especialista

“A pressão alta agride o cérebro e o coração e com o relaxamento das artérias, depois do sexo, a pressão cai e melhora o fluxo sanguíneo. Para monitorar o coração, basta fazer o seguinte cálculo: a frequência total de cada pessoa é 220 menos a sua idade. Se um exercício atingir, no máximo, 85% desse valor, a pessoa está cumprindo uma atividade física saudável. Se isso for repetido por, no mínimo, 30 minutos cinco vezes na semana, é possível dizer que esta pessoa está mantendo o coração seguro. O sexo, portanto, pode ser encaixado nesse programa de atividades” – explica Daniel Souto Silveira, cardiologista do Hospital Mãe de Deus.

Serotonina e Adrenalina

Para diminuir os sintomas da menopausa e da TPM, os médicos orientam que as pacientes usem antidepressivos que aumentam a serotonina e a adrenalina. O sexo também proporciona esses benefícios. Ainda que neste período aja a falta de libido, os sintomas se apresentam de forma diferente para cada mulher. Por isso, quem mantém o sexo pelo menos duas vezes por semana pode aproveitar dos benefícios que a prática trará para a qualidade de vida.