Exercícios para controlar a hipertensão

Exercícios para controlar a hipertensão

A hipertensão, conhecida também por pressão alta, pode ser controlada com atividade física aeróbia, como caminhada ou natação, porém deve ser aliada a exercícios com pesos, como musculação na academia, devendo ser realizada 3 vezes por semana durante pelo menos 30 minutos. Controlando assim a pressão arterial.

Antes de começar os exercícios, o paciente com hipertensão deve ir ao médico e fazer uma avaliação geral, incluindo exames de sangue e do coração para saber se está apto a fazer exercício físico sem limitações e, antes de cada treino deve medir a pressão e iniciar a atividade apenas se tiver a pressão inferior a 140/90mmHg.

Além do exercício é importante manter a alimentação pobre em sal, sem embutidos e salgadinhos e, em alguns casos, recorrendo ao uso de remédios indicados pelo médico para baixar a pressão, ajudando a manter a pressão dentro dos valores normais, que são 120/80 mmHg.

Treino para controlar a hipertensão

Para baixar a pressão importa fazer atividades físicas todos os dias que contribuam para diminuir a frequência cardíaca, aumentar a força do coração e aumentar a facilidade de respiração.

Assim, para controlar a hipertensão:

  • Exercícios aeróbios: Caminhada, natação, bicicleta ou dança, pelo menos 3 vezes por semana por pelo menos 30 minutos em intensidade leve a moderada, para aumentar a capacidade cardiorrespiratória;
  • Exercícios anaeróbios: Ao menos 2 vezes por semana , envolvendo exercícios com pesos para ajudar a fortalecer os músculos, executando 8 a 10 exercícios com muitas repetições, entre 15 e 20, mas poucas séries e com séries, 1 a 2.

É importante que se siga o plano do orientador físico e realize os exercícios lentamente e corretamente para que a pressão sanguínea não aumente muito durante a atividade.

Veja também:

Principais doenças da terceira idade

Sinais que indicam que deve parar o exercício

Sinais que indicam que pode ter a pressão alta podem ser:

  • Dor de cabeça forte com tonturas;
  • Visão dupla;
  • Sangramento pelo nariz;
  • Zumbido no ouvido;
  • Enjoos.

Para confirmar se a pressão está alta, deve medir a pressão com um aparelho e, caso a pressão máxima, que é o primeiro que aparece no monitor, estiver próximo 200 mmHg, é preciso parar de fazer a atividade, pois há maior chance de desenvolver uma problema de coração. A seguir deve-se aguardar que a pressão vá baixando lentamente, sendo que o valor deve estar mais baixo após 30 minutos de repouso.

Além disso, o paciente com hipertensão deve medir sempre a pressão antes de iniciar qualquer atividade para saber se está apto a realizar o exercício, devendo apenas começar a se exercitar se tiver pressão inferior a 140/90 mmHg.

Benefícios do exercício para a pressão alta

Depois da prática regular de atividades físicas, a pressão do sangue diminui tanto em repouso, como durante o exercício e mesmo depois do exercício, diminuindo de 7 a 10 mmHg em relação aos valores de pressão iniciais.

O efeito do exercício físico é mais eficaz em estágios leves ou moderados de hipertensão, evitando em alguns casos, o uso de remédios para baixar a pressão indicados pelo médico, ou levando à diminuição da dose dos medicamentos anti-hipertensivos necessários para controlar a doença.