Doença celíaca – Perguntas e respostas sobre contaminação por glúten

Doença celíaca – Perguntas e respostas sobre contaminação por glúten

Quando se trata do glúten, o termo contaminação cruzada é usado para dizer que um alimento sem glúten foi exposto a outro que contém glúten, o que torna o alimento impróprio para pessoas com doença celíaca. Existem muitas fontes óbvias (e não tão óbvias) de contaminação cruzada em casa, em restaurantes e outros locais de serviços de alimentação.

Perguntas e respostas sobre contaminação por glúten

Doença celíaca – Perguntas e respostas sobre contaminação por glúten

Podemos usar a mesma torradeira para itens sem glúten e com glúten?

Não, não se pode usar a mesma torradeira para itens sem glúten e com glúten.

Os especialistas em doença celíaca recomendam fortemente que se compre uma torradeira separada para itens sem glúten para evitar contaminação cruzada com alimentos que contenham glúten. No entanto, se podem utilizar saquinhos de papel (aqueles de padaria) para envolver o pão, mas isso deve ocorrer com muita cautela para evitar a contaminação cruzada.

Essa alternativa é recomendada para viagens, casa de um amigo ou familiar.

Podemos preparar alimentos em fornos que tenham sido usados para preparar alimentos que contém glúten?

Há um alto risco de contaminação cruzada.

Primeiro, os fornos de convecção usam um ventilador para circular o ar em volta dos alimentos. Este processo pode causar contaminação cruzada porque partículas de glúten podem ser sopradas pelo ventilador. Os fornos convencionais são aceitáveis desde que se envolva o alimento em papel alumínio. Além disso, certificar-se de limpar completamente o forno entre os usos, mesmo se não houver migalhas de glúten visíveis.

Podemos usar as mesmas esponjas e panos de prato para limpar panelas sem glúten e panelas que foram usadas para fazer itens contendo glúten?

Não, se deve ter esponjas e panos de prato separados para limpar utensílios de cozinha sem glúten. Toalhas de papel podem não ser sustentáveis, mas elas ajudam a retirar as migalhas que contém glúten.

O glúten não pode ser higienizado, portanto, qualquer glúten que permaneça em esponjas pode ser transferido para pratos limpos. Certificar-se também de usar água limpa para lavar a louça, pois as partículas de glúten na água também podem ser transferidas para outros pratos limpos ao enxaguar. Limpar e guardar os pratos que continham alimentos com glúten por último, oa lavar a louça. Enquanto o glúten não pode ser “morto”, os pratos ainda devem ser lavados com atenção para eliminar quaisquer partículas remanescentes neles.

Podemos usar o mesmo óleo para fritar itens sem glúten que foram usados para fazer alimentos fritos com glúten?

Não, uma fritadeira separada deve ser usada para itens sem glúten para evitar a contaminação cruzada.

Semelhante ao equívoco sobre o uso da mesma água para ferver tanto alimentos que contêm glúten e alimentos sem glúten, também não é seguro usar o mesmo óleo para fritar esses itens. O calor elevado não elimina o glúten do óleo, portanto, as fritadeiras usadas para fazer empanados não seriam seguras para fritar batatas sem glúten, tortilhas de milho ou outros itens sem glúten.

As tábuas de corte são uma fonte de contaminação cruzada?

Sim, as tábuas de corte podem ser perigosas fontes de glúten.

As facas podem criar ranhuras na superfície das tábuas de corte, que são difíceis de limpar completamente. Se uma tábua for usada para fatiar ou cortar itens contendo glúten – como pão ou massa – o glúten pode ficar preso nessas ranhuras e o glúten pode ser transferido para a comida. Ter uma tábua de corte exclusiva para alimentos sem glúten.

Podemos preparar com segurança alimentos sem glúten na mesma grelha ou chapa que foi usada para preparar alimentos contendo glúten?

Não, não é recomendado que se use a mesma grelha ou chapa para preparar alimentos sem glúten que são usados para fazer alimentos contendo glúten.

As migalhas de pães ou outros resíduos podem ser facilmente deixados na grelha e é difícil limpá-la adequadamente depois de aquecidas. Além disso, é comum que restaurantes preparem na mesma chapa alimentos naturalmente isentos de glúten (omeletes) e alimentos que contêm glúten (panquecas). Recomendamos que se faça perguntas e avalie o risco de contaminação cruzada.

Se a grelha é utilizada apenas para carnes e vegetais, a grelha é uma opção segura. Caso ela tenha sido exposta ao glúten, pode-se colocar uma folha de alumínio na grelha ou usar uma frigideira. Em casa é melhor se comprar uma pequena grelha e usá-la exclusivamente para preparar alimentos sem glúten.

Devemos guardar itens sem glúten na prateleira inferior ou superior na geladeira?

Armazene os itens sem glúten na prateleira superior em uma área exclusiva.

Recomendamos que se mantenha itens sem glúten na prateleira superior do armário, freezer e geladeira para evitar que itens contendo glúten caiam nos alimentos sem glúten. Certificar-se também de ter uma prateleira exclusiva de alimentos sem glúten no armário, pois pode ser fácil de tocar nas migalhas de pão contendo glúten pelo fato dele estar bem ao lado do seu alimento sem glúten. Rotular os alimentos sem glúten e os utensílios com fita colorida ou adesivos para garantir que todos possam reconhecê-los.

Precisamos nos preocupar com farinha transportada pelo ar?

Sim.

A maioria das pessoas ficará surpresa ao saber que a farinha de trigo pode permanecer no ar por 12 a 24 horas, dependendo da ventilação e da quantidade de farinha. Se houver risco de encontrar qualquer farinha ou partículas de glúten no ar, é mais seguro evitar essas áreas nas próximas 24 horas.

Embora simplesmente tocar o glúten não prejudique um indivíduo com doença celíaca, pode haver o risco de ingerir o glúten do ar.

Também é importante lembrar-se de não preparar alimentos sem glúten em espaços onde haja risco de glúten no ar, pois as partículas se acomodarão na comida, tornando-a insegura para quem tem doença celíaca. Pizzarias e padarias são alguns dos lugares onde esse tipo de contaminação cruzada pode ocorrer com mais frequência.

Podemos comer com segurança em um buffet que tem alimentos sem glúten e com glúten?

Há um alto risco de contaminação cruzada.

Embora possa haver opções sem glúten em um buffet, não há garantia de que elas não tenham entrado em contato com o glúten.

Mesmo quando aqueles que fazem a comida afirmam estar muito conscientes dos seus métodos de preparação, outras pessoas que comem no buffet podem não estar. Colheres podem ser colocadas de volta no prato errado e pinças podem ser usadas para pegar vários alimentos antes de serem colocados de volta no lugar certo. Alimentos sem glúten podem se transformar em alimentos com glúten. Esses são apenas alguns exemplos do potencial de contaminação cruzada em buffets. Como solução, se pode pedir para falar com o chef e solicitar que eles tragam um prato sem glúten montado na hora e diretamente da cozinha.