Cloreto de magnésio – 21 motivos para fazer suplementação

Cloreto de magnésio – 21 motivos para fazer suplementação do mineral

O cloreto de magnésio é usado desde a antiguidade, mas a “descoberta” para nós, brasileiros, veio por meio da experiência e testemunho de um velho e artrítico padre catarinense, o Padre Beno Schorr e no mundo ocidental, desde que um médico francês, Pierre Delbet, na I Guerra Mundial (1914-18) lavava as feridas dos soldados com cloreto de magnésio diluído em água, constatando ser este um excelente antisséptico,  além de promover a cura mais rápida pela ativação dos sistema imunológico do paciente.

Mas a necessidade de magnésio no organismo humano, e suas consequências para nós, tem a ver com a quantidade do mineral que existe nos solos de cultivo, o que depende do tipo de agricultura que usamos, em que não repomos esse elemento ao solo mas, também, depende da região pois os solos são diferentes.

Antigamente as casas tinham fossas sépticas ou as fezes eram depositadas pelos campos, e nas fezes humanas estava o magnésio que as plantas precisavam. Atualmente a riqueza orgânica e mineral dos nossos dejetos não volta para os solos, o que é bom, pois não se contaminam com vermes e outros males, porém não se repõem como antes, essas substâncias ao solo.

Cloreto de magnésio – 21 motivos para fazer suplementação do mineral

A alimentação de hoje é pobre em Cloreto de Magnésio

Os esgotos são tratados ou encaminhados para um rio ou o mar, não para as terras de cultivo. O resultado disso é que nossa produção agrícola depende exclusivamente do magnésio no solo, que vai sendo usado pelas plantas e não reposto. O sal marinho tem magnésio, mas esse é retirado dele no processo de industrialização.

Portanto, o que comemos hoje, do sal de mesa até de hortaliças e cereais, são pobres de magnésio e é por isso que, quando chegamos à meia idade, começamos a ter uma variedade de sintomas. Cansaço constante, dor nas articulações, dor nos músculos, problemas na visão, palpitações e coisas assim, que relacionamos com o avançar da idade. Há também muitas doenças graves, como o câncer, relacionadas com a falta de magnésio na alimentação.

Veja também:

5 Suplementos importantes para a Terceira Idade

O Cloreto de Magnésio no nosso organismo

O magnésio, no nosso organismo, regula muita coisa: desde o bloqueio do cálcio em excesso à permeabilidade das células e muitas funções glandulares. ele não está nos alimentos industrializados, se perde nos cozimentos, é dificultada sua absorção quando tomamos refrigerantes e outros com excesso de outros sais. Então, hoje em dia nosso corpo é pobre em magnésio o que nos acarreta problemas sérios em longo prazo.

Problemas de saúde que podem ser tratados com cloreto de magnésio

 

  1. Regulariza a pressão arterial elevada

  2. Previne o infarto do miocárdio

3. Dissolve a maioria dos cálculos renais

4. Melhora a qualidade dos ossos e dentes

5. Auxilia no tratamento da asma

6. Resolve o cansaço crônico

7. Enxaquecas

8. Melhora a função renal

9. Síndrome metabólica

10. Melhora a função hepática

11. Combate o estresse

12. Calmante do sistema nervoso

13. Regula a menstruação e tpm

14. Melhora a digestão

15. Reduz o risco de diabetes

16. Impede o risco de parto prematuro

17. Melhora o ph do nosso organismo

18. Previne a obstipação

19. Normaliza os níveis de colesterol

20. Reduz o risco de câncer e tumores

21. Melhora as funções cerebrais