Câncer de Mama – Atenção na Terceira Idade

Câncer de Mama – Atenção na Terceira Idade

Existe uma falsa ideia entre as mulheres da terceira idade que as leva a acreditar que não precisam mais fazer mamografias periódicas pelo fato de serem idosas. Este erro tem feito aumentarem os casos de câncer de mama na terceira idade.

Sintomas de Câncer de Mama

Veja também:

Principais doenças da terceira idade

Sintoma de uma doença é toda manifestação anormal que se percebe. Na verdade, estes são os sintomas do câncer de mama, mas podem não significar necessariamente a presença da doença.

O ponto mais importante é detectá-lo o mais cedo possível, pois assim, as chances de cura aumentam bastante.

  • Um caroço fixo e duro: É o sintoma mais normalmente observado. De forma geral, pode ser mais sensível mas não dói e na maioria das vezes tem uma consistência dura e apresenta contornos irregulares. É muito diferente do resto do tecido mamário interno;
  • Gânglios nas axilas ou no pescoço: Quando gânglios aparecem podem significar que o câncer de mama se espalhou. Na maioria das vezes, são indolores. Como caroços;
  • Alterações na pele do seio e do mamilo: A pele do seio pode ficar mais avermelhada ou com um aspecto de casca de laranja. Pode haver a descamação do mamilo e uma mudança na forma dos seios e do mamilo ou a auréola, que pode mudar de cor ou apresentar secreção;
  • Tamanho ou a forma do seio modificados: Uma vermelhidão, um edema ou um calor no seio pode ser sinal de inflamação;
  • Dor ou inversão do mamilo.

Se o câncer de mama não for diagnosticado a partir dos primeiros sintomas, pode crescer e se espalhar para outras partes do corpo, podendo causar outros sintomas, tais como:

  • Dor nos ossos;
  • Perda de apetite e consequente perda de peso;
  • Náuseas;
  • Um acúmulo de líquido nos pulmões;
  • Visão dupla;
  • Dor de cabeça;
  • Fraqueza muscular.

Se houver qualquer dúvida sobre seu corpo ou surgirem sintomas como estes, procure um médico rapidamente, pois quanto mais cedo começar um eventual tratamento, maiores serão as chances de cura.

Saiba mais:

http://www.inca.gov.br/outubro-rosa/