Café faz bem para o Fígado!

Café faz bem para o Fígado!

Os benefícios do consumo regular de café estão cada vez mais evidentes, apesar de que até alguns anos atrás, muitas pessoas evitavam tomá-lo por conter cafeína. No entanto, recentes estudos comprovam a eficácia do alimento para o nosso organismo. Baseados em dados da Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição dos Estados Unidos (NHANES), várias análises demonstraram que ele tem efeitos positivos no tratamento e na prevenção de doenças como a diabetes, o Alzheimer e o Parkinson. As pesquisas destacaram que as pessoas que consomem até três xícaras por dia possuem um risco até 50% menor de sofrer deteriorações cognitivas.

Benefícios para o Fígado

O Instituto Nacional do Câncer de Bethesda (Maryland, Estados Unidos) de acordo com matéria publicada na revista Hepatology, revelou que os compostos do café também têm efeitos positivos para o fígado. O consumo moderado do alimento reduz de maneira significativa o acúmulo de tecidos conectivos (fibrose) no órgão dos pacientes que sofrem de fígado gorduroso não alcoólico. O estudo constatou que a cafeína que se consome através do café pode reduzir a fibrose, assim como nas pessoas com doença hepática crônica.

Café faz bem para o Fígado!

Veja também:

Café expresso ou coado: Qual tem mais cafeína?

Café Orgânico

O café orgânico evita problemas de saúde causados pela ingestão de substâncias químicas tóxicas, além de ser uma ótima opção para preparos rápidos e práticos. De acordo com a Embrapa, O cultivo de café orgânico segue regras próprias do sistema orgânico de produção cujo mercado interno e externo vem se expandindo rapidamente.

8 benefícios do café para o organismo

– Estudos recentes determinaram que o café poderia prevenir e proteger contra a diabetes, assim como contra alguns tipos de câncer relacionados à obesidade, o estrogênio e a insulina, como o câncer do endométrio.

– Por ter alto teor de antioxidantes, está relacionado à prevenção do câncer de bexiga e de fígado;

– Diminui os riscos da cirrose hepática;

– Diminui o risco de ter doenças cardíacas, por causa do seu alto conteúdo de flavonoides;

– Recomendado para reduzir a dor de cabeça e alguns tipos de enxaqueca;

– Seu consumo se relaciona a diminuição do risco de cálculos biliares e doenças na vesícula;

– Alimenta a flora bacteriana, que protege do surgimento de doenças;

– Seu consumo também estimula a secreção gástrica, ativa a produção da bile e a contração da vesícula biliar, melhorando significativamente a digestão.