Cães Idosos – Veja os cuidados especiais

Cães Idosos – Veja os cuidados especiais

Assim como nós, os cães também envelhecem e precisam de atenção e cuidados especiais. A idade avançada faz com que o animal fique debilitado e a resistência a infecções e doenças também diminui. Os cães idosos precisam de cuidados especiais.

Cuidados especiais com cães idosos

Cães Idosos – Veja os cuidados especiais

Veja também:

10 raças de cães indicadas para idosos

  1. Exercícios físicos

É importante incentivar seu animal a fazer exercícios para manter o peso ideal, fortalecer a musculatura e prolongar a capacidade física. Boas opções de exercícios são a caminhada e a natação.  Não se deve deixar de tentar, respeitando os limites dele.

  1. Cuidados essenciais com os dentes

Os problemas bucais mais comuns que surgem em cães idosos são a gengivite e acúmulo de placa bacteriana  que, se não forem tratados, podem gerar problemas como perda dos dentes, infecções graves e generalizadas por bactérias. Escovar os dentes do animal em casa com regularidade e levá-lo para fazer o tratamento dentário no veterinário são ações imprescindíveis.

  1. Dieta especial

O cão idoso geralmente apresenta falta de alguns dentes ou sensibilidade maior para mastigar ração de consistência muito dura. Assim, preferir as rações especiais para essa faixa etária.

  1. Pele e pelos

É importante atentar à pelagem do animal. Avaliar se está tendo queda ou falha na pelagem, assim como presença de lesões. Verrugas ou nódulos podem não representar perigo, mas também podem gerar problemas sérios de saúde se estiverem localizados em áreas delicadas, como nas pálpebras.

  1. Outros cuidados

  •  Impedir o acesso do cachorro às escadas altas e perigosas para que ele não caia e se machuque;
  •  Disponibilizar e treinar o animal a dormir em uma cama própria e no chão, para que ele não tenha que subir na sua cama;
  •  Levar ao veterinário para fazer exames de rotina;
  •  Na terceira idade, o animal geralmente bebe água com mais frequência, portanto, deixar sempre o recipiente dele com água fresca e limpa, em um lugar de fácil acesso;
  •  Incontinência urinária é uma doença comum do cão idoso, assim, certificar-se que o acesso ao local onde ele costuma fazer xixi está sempre livre para que possa ir a qualquer momento;
  •  O cão fica mais sensível às temperaturas extremas, por isso evitar deixá-lo exposto ao calor ou frio.