Apneia do sono – Sintomas e tratamentos

Apneia do sono – Sintomas e tratamentos

A apneia obstrutiva do sono é um distúrbio que causa parada momentânea da respiração ou uma respiração muito superficial durante o sono, resultando em roncos e num descanso pouco relaxante que não permite recuperar as energias. A apneia do sono acontece devido à obstrução das vias respiratórias em função da desregulação dos músculos da faringe. Existem hábitos de vida que aumentam o risco de desenvolver a apneia do sono, como o excesso de peso, consumo de bebidas alcoólicas, tabagismo e uso de remédios para dormir.

Sintomas de apneia do sono

  1. Roncar durante o sono;
  2. Acordar várias vezes à noite, mesmo que por poucos segundos e de forma imperceptível;
  3. Apresentar paradas da respiração ou sufocamento durante o sono;
  4. Ter excesso de sono e cansaço durante o dia;
  5. Acordar para urinar ou perder urina durante o sono;
  6. Ter dor de cabeça pela manhã;
  7. Diminuir o rendimento nos estudos ou trabalho;
  8. Ter alterações da concentração e da memória;
  9. Desenvolver irritabilidade e depressão;
  10. Ter impotência sexual.

Tipos de apneia do sono

Apneia do sono – Sintomas e tratamentos

Veja também:

Dormir bem: 10 dicas simples para um sono tranquilo

  • Apneia obstrutiva do sono: acontece na maioria dos casos, devido à obstrução das vias aéreas, causadas pelo relaxamento dos músculos da respiração, estreitamento e alterações da anatomia do pescoço, nariz ou mandíbula.
  • Apneia central do sono: acontece, geralmente, após alguma doença que causa lesão cerebral e altera a sua capacidade de regular o esforço respiratório durante o sono, como em casos de tumor cerebral, pós-AVC ou doenças degenerativas do cérebro, por exemplo;
  • Apneia mista: é provocada pela presença tanto de apneia obstrutiva como de apnéia central, sendo o tipo mais raro.

Como tratar

  • CPAP: é um aparelho, parecido com uma máscara de oxigênio, que empurra o ar para as vias aéreas e facilita a respiração e melhora a qualidade do sono. É o principal tratamento para a apneia do sono.
  • Cirurgia: é realizada nos pacientes que não melhoram com uso de CPAP, que pode ser uma forma de cura da apneia, com a correção do estreitamento ou obstrução do ar nas vias respiratórias, correção de deformidades na mandíbula ou a colocação de implantes.
  • Correção de hábitos de vida: é importante deixar hábitos que podem estar piorando ou desencadeando a apneia do sono, como fumar ou ingerir substâncias que causam sedação, além de ser muito importante perder peso.