Alongamento na terceira idade

Alongamento na terceira idade

Seria perfeito se nossos corpos acompanhassem toda atividade mental que temos durante o dia não é? Mas na verdade, com o passar dos anos, nossa estrutura física vai se enrijecendo. Porém, com um pouco de atenção e alongamentos regulares poderemos diminuir essa dificuldade.

Criar um hábito normalmente é fácil. Difícil é dar continuidade não é? Pois vejamos agora alguns bons motivos para nos esforçar, além de boas dicas de especialistas no assunto.

Os benefícios do alongamento

Nossas capacidades motoras começam a perder força. Equilíbrio, força física, flexibilidade e coordenação motora, são algumas das áreas onde se percebem perdas. Além de uma natural perda de massa óssea, o que resulta em aumento da gordura corporal.

É aí que os alongamentos fazem diferença! Além de promoverem o bem estar físico e psicológico, aumentam a nossa sensação de autonomia, estimulam o metabolismo e influenciam diretamente no combate às inflamações, melhorando também nossas capacidades cognitivas e funcionais.

Tudo isso age diretamente sobre o nosso organismo como um todo retardando o envelhecimento.

Sem falar que, com um corpo mais alongado temos mais independência nas atividades diárias, gerando um melhor convívio social.

Incluindo o alongamento à rotina diária

Para que a prática do alongamento possa nos proporcionar todos esses benefícios, é muito importante que a incorporemos à nossa rotina. Para que isso possa ser possível é imprescindível que proporcione prazer e satisfação na hora em que estamos praticando. Nada pior do que algo que somos obrigados a fazer e não gostamos. Esse tipo de situação não perdura em área nenhuma de nossas vidas. Portanto, ao praticar o alongamento, certifique-se de que você esteja bem, num local agradável e com pessoas que você gosta! Laços relacionais são os melhores motivadores para que algo tenha continuidade em nossas rotinas.

Detalhes importantes no alongamento

Providencie roupas confortáveis, calçados adequados e se possível pratique em algum local próprio que esteja devidamente equipado para isso. É sempre bom ter uma barra de apoio por perto!

E por falar em apoio, não comece nada sem antes consultar seu médico. Ele é a pessoa mais indicada para dizer sobre intensidade e programação de sua atividade física.

O que acharam da matéria? Você pratica alguma atividade de alongamento? Compartilhe sua experiência conosco! Escreva nos comentários!