Adoçante – Prós e contras de 5 tipos

Adoçante - Prós e contras de 5 tipos

Na prateleira do mercado, a lista de tipos de adoçante é grande, precisamos escolher a melhor opção.

5 tipos de adoçante

Adoçante - Prós e contras de 5 tipos

Veja também:

Adoçantes Artificiais – Mitos e Verdades

1. Acessulfame K

É um sal derivado do potássio.Para atingir a dose máxima permitida por dia, uma pessoa com 70 kg precisaria consumir diariamente seis litros de um refrigerante zero.

Prós: Tem poder adoçante 125 vezes maior que o açúcar.

Contras: A única restrição ao consumo desse adoçante é para portadores de doenças renais ou outras patologias cujo tratamento deve restringir o consumo de potássio.

Calorias: Não calórico.

2. Aspartame

 
Muito utilizado, principalmente nas bebidas dietéticas.

Prós: Tem poder adoçante 200 vezes maior que o açúcar.

Contras: Existem dúvidas quanto aos malefícios desse adoçante,pois alguns estudos falam do seu potencial carcinogênico, enquanto outros relatam a segurança do uso.

Calorias: O aspartame líquido contém 1,3 cal/10 gotas e em pó4 cal/g

3. Ciclamato de sódio

Não há marca comercial que utilize apenas o ciclamato na composição. Ele está sempre associado a outros adoçantes e, assim, a quantidade presente nos produtos é muito pequena. No Brasil, o uso dessa substância é controlado pela Anvisa, que autoriza a comercialização com o limite máximo de0,04 g de ciclamato para cada 100 g de alimento ou bebidas.

Prós: Adoça 50 vezes mais que o açúcar.

Contras: É amplamente utilizado em produtos alimentícios e farmacêuticos. No final da década de 1960, iniciaram-se alguns estudos sobre sua toxicidade, já que a metabolização do ciclamato pelo organismo gera um produto tóxico com ação carcinogênica.

Calorias: Não calórico

4. Esteviosídeo/Stévia


Extraído de uma planta conhecida como Stevia rebaudiana. Não tem contraindicação e é totalmente atóxico.

Prós: É natural e possui sabor 300 vezes mais doce que o açúcar. Tem boa estabilidade em altas e baixas temperaturas, podendo ser levado ao fogo e ao congelador.

Contras: Possui forte sabor amargo residual.

Calorias: Não calórico.

5. Frutose

Extraída das frutas maduras, de alguns vegetais e do mel, pode ser consumida por diabéticos, mas só com orientação médica ou de uma nutricionista. Produz 4 cal/g, o mesmo valor da sacarose (açúcar comum). Por essa razão, é desaconselhável para regimes de emagrecimento.

Prós: A frutose é uma vez e meia mais doce que o açúcar, reduzindo assim a quantidade usada, ou seja, precisa de menos frutose para dar o mesmo sabor doce do açúcar.

Contras: Não possui limite de consumo, mas o excesso de frutose pode causar aumento nos triglicerídeos sanguíneos e provocar cáries.

Calorias: 4 cal/g