Ácido fólico para rejuvenescimento

Ácido fólico para rejuvenescimento

Ácido fólico para idosos

Estudos realizados indicaram que idosos que tomaram suplementos vitamínicos diariamente com 1 mg de ácido fólico, 20 mg de vitamina B6 e 0,5 mg de vitamina B12 apresentaram menor declínio cognitivo, por causa da redução do encolhimento do volume cerebral. A observação foi acompanhada por um período de 2 anos. Esse encolhimento de uma parte do cérebro (substância cinzenta do lobo temporal medial) está ligado à doença de Alzheimer.

Além de ser indicado para as gestantes, ultimamente muitos tem se beneficiado do ácido fólico para conseguir o rejuvenescimento e até a recuperação da cor e do volume dos cabelos.

O que é o Ácido Fólico

Ácido fólico para rejuvenescimento

O ácido fólico, a versão sintética do folato, é parte do complexo B, também conhecido como vitamina B9. Ele é um dos elementos mais importantes para o funcionamento adequado de nosso organismo, agindo principalmente no couro cabeludo. Sua deficiência costuma levar à queda de cabelo e em alguns casos à calvície ou alopecia.

O ácido fólico e o cabelo

O consumo de ácido fólico pode reverter e prevenir a calvície causada por fatores genéticos. Ele reduz a perda dos fios e estimula o crescimento do cabelo. Esse efeito acontece porque as vitaminas do complexo B agem diretamente no folículo capilar. A vitamina B9 é ainda mais estimuladora do cabelo, sendo responsável pela distribuição dos nutrientes dos alimentos. A ação da vitamina B9 ocorre principalmente na pele, cabelo, pelos e unhas.

Alimentos que contém folato

–     Verduras de folhas escuras, como brócolis, espinafre, salsa e couve de Bruxelas;

–     Feijões;

–     Fígado;

–     Nozes;

–     Laticínios;

–     Cenoura;

–     Gema de ovo;

–     Abacate;

–     Abóbora;

–     Melão.

A deficiência de ácido fólico

Quando não se recebe a quantidade suficiente de ácido fólico na dieta ou no caso de um problema de saúde que impede a absorção de nutrientes, como a diarreia crônica ou outra doença que provoque a má absorção, o organismo desenvolve a deficiência de ácido fólico. Essa condição leva a cabelos grisalhos, úlceras estomacais, úlceras na boca e crescimento lento. O cabelo é afetado com fraco crescimento, queda e branqueamento.

Outros sintomas de deficiência de ácido fólico

A ausência desse nutriente é a deficiência vitamínica mais disseminada nos países desenvolvidos. Outros sintomas denunciam sua falta:

– cansaço;

– fraqueza;

– irritabilidade;

– esquecimento;

– insônia;

– cãibras musculares;

– confusão;

– depressão;

– demência.