Ligações de telemarketing ainda incomodam?

Plataformas permitem restringir ligações de prestadoras de serviços de telecomunicações e de instituições financeiras

Ficou mais fácil identificar  chamadas de telemarketing, desde que entrou em vigor o prefixo 0303. A medida da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) permite conhecer a origem de uma ligação e, assim, decidir atender ou não – mas não faz diminuir a quantidade de chamdas.

Na última segunda-feira (18), as atividades de  180 empresas de telemarketing, foram suspensas pelo Ministério da Justiça, por oferta de produtos e serviços sem a autorização dos consumidores. Segundo a pasta, na maioria dos casos, os dados dos clientes são obtidos de maneira ilegal. Caso as companhias não cumpram a determinação, estarão sujeitas a multa diária de R$ 1.000, que poderá chegar a R$ 13 milhões ao fim do processo.

Para evitar essas ligações, basta se cadastrar na plataforma  ¨não Perturbe¨ que possibilita o bloqueio de chamadas de telemarketing de prestadoras de serviços de telecomunicações e de instituições financeiras. A iniciativa é da Anatel, com as principais prestadoras de serviços de telecomunicações do país.

O Procon-SP também oferece o serviço Não me Ligue, que coloca o número de telefone em uma lista que não pode receber ligações de telemarketing ativo. Por esse mesmo canal, é possível fazer reclamações sobre as empresas que estão desrespeitando o bloqueio.

Após um cadastro feito pela internet, o número registrado passa a ser bloqueado para receber as chamadas de telemarketing. O serviço é gratuito e permite barrar o contato de sete empresas de planos de TV e celular e de mais de 30 bancos e empresas de crédito.

Uma vez cadastrado um número de telefone, bancos e prestadoras de serviços participantes do serviço não poderão realizar nenhuma oferta de operações de empréstimo consignado e cartão de crédito, nem ofertas de telefone móvel, telefone fixo, TV e internet.

Para se cadastrar, o consumidor deve informar nome, CPF, email e telefone. As operadoras selecionadas devem realizar o bloqueio em até trinta dias corridos. Se uma pessoa solicitar a inclusão na lista e continuar recebendo ligações de oferta de bens e serviços de telecomunicações, ela poderá registrar a reclamação pelos sites: naoperturbe.com.br, https://bloqueio.procon.sp.gov.br/#/