Fátima Bernardes – Entendendo as causas do câncer

Fátima Bernardes – Entendendo as causas do câncer

Fátima Bernardes revelou na quarta-feira (2) que está com câncer de útero em estágio inicial. A jornalista passará por uma cirurgia e, por isso, ficará afastada do programa “Encontro Com Fátima Bernardes“, da Rede Globo. “Estou bem. Aproveito o aconchego dos meus pais, filhos, do meu amor e dos amigos próximos. E já agradeço pelo carinho, pelas boas energias de todos aqui”, escreveu no Instagram.

Como é o câncer de útero?

A doença pode se iniciar em diferentes partes do órgão. O tipo mais comum se origina no endométrio (revestimento interno do útero) e é chamado de câncer de endométrio. O sarcoma uterino é uma forma menos comum e se origina na musculatura e no tecido de sustentação do órgão. A apresentadora não revelou qual é o seu caso.

câncer de útero pode ocorrer em qualquer faixa etária, mas é mais comum em mulheres que já se encontram na menopausa, com mais de 50 anos, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca). Outros possíveis fatores são predisposição genética, excesso de gordura corporal, diabetes mellitus, dietas com elevada carga glicêmica, hiperplasia (crescimento) endometrial, falta de ovulação (deixar de ovular) crônica, uso de radiação anterior para tratamento de tumores de ovário…

A detecção do tumor numa fase inicial, como ocorreu com Fátima Bernardes, possibilita maior chance de tratamento. Pode ser feita por meio da investigação com exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos, de pessoas com sinais e sintomas sugestivos da doença (sangramento vaginal após menopausa, dor pélvica, cansaço, perda de peso e apetite) ou pelos exames periódicos em mulheres sem sinais ou sintomas (rastreamento), mas pertencentes a grupos com maior chance de ter a doença.

A cirurgia (histerectomia) remove o útero, os ovários e as trompas. Algumas pacientes não precisarão de tratamento complementar, mas outras podem ter que passar por radioterapia e/ou quimioterapia.