Emprego na Terceira Idade.

Todo o idoso na sua maioria, tem qualificação em diversas áreas para atuar no mercado atual?

Se engana quem acredita que o pessoal dessa faixa etária tem dificuldade para ingressar novamente no mercado de trabalho. Muitas empresas têm preferência inclusive por profissionais com idade avançada, afinal muitos apresentam mais experiência – e essa experiência só é alcançada com a vivência, além de possuírem mais maturidade quando o assunto é uma ocupação profissional, explica a gestora de carreira e diretora de projetos da empresa Outliers Careers.

Para aqueles que desejam regressar ao mercado de trabalho, existem algumas recomendações que podem ser seguidas. “Identifique suas principais competências; procure por um trabalho alinhado às suas experiências profissionais anteriores; faça um bom currículo, destacando a sua experiência; não pareça resistente às mudanças e novidades. Boa apresentação pessoal e postura são muito importantes, capriche nelas; e procure manter-se atualizado sobre a sua área de atuação”, esclarece a profissional.

Para o empregador também existem grandes vantagens em contratar pessoas com mais idade – que vão além da experiência. Em geral, os mais velhos são excelentes para o atendimento a clientes, são mais humildes em reconhecer seus erros e buscar a melhoria, são menos ansiosos, têm paciência para um plano de carreira longo, maior disponibilidade de tempo e flexibilidade na negociação do salário; menor responsabilidade com filhos – geralmente já são formandos ou independentes.

Em geral, esse tipo de funcionário já recebe a aposentadoria e por isso o foco do trabalho nem sempre é exclusivamente o salário. “Hoje em dia, os profissionais acima dos 60 fazem tudo: entram na internet, dirigem, fazem exercícios, dançam, namoram, estudam, enfim, procuram algo que venha trazer bem-estar e o melhor caminho para felicidade – e muitas vezes o trabalho ajuda e muito nesse caminho”, finaliza.

Nos últimos anos, a participação de idosos no mercado de trabalho vem aumentando bastante. Isso vem acontecendo, em grande parte, devido ao envelhecimento da população brasileira. Dados do IBGE apontam que em 2060, cerca de 25% da população do país terá mais de 65 anos de idade, o que é um fato extremamente importante quando pensamos no futuro do trabalho.

Esse envelhecimento populacional aponta para a necessidade de adaptarmos o mercado de trabalho de forma que este acompanhe as necessidades de uma mão de obra nacional cada vez mais idosa, afinal, as rotinas de trabalho de um profissional jovem não são as mesmas do que aquelas enfrentadas pelos trabalhadores mais velhos.