6 cuidados simples que evitam a clonagem do cartão de crédito

6 cuidados simples que evitam a clonagem do cartão de crédito

Os registros de golpes que roubam os dados de usuários de cartões de crédito têm crescido exponencialmente. Normalmente nossos cuidados são redobrados, no que diz respeito às utilizações via internet, mas a atenção não pode se restringir ao mundo virtual, pois existem outras maneiras por onde nossas informações podem vazar. É importante proteger o cartão de crédito.

Seis cuidados para não ter o cartão de crédito clonado:

6 cuidados simples que evitam a clonagem do cartão de crédito

Veja também:

Cartão de crédito sem anuidade – 5 opções

  1. Não perca ocartão de vista

Essa orientação pode parecer óbvia, mas em alguns lugares é comum o lojista ou garçom levar o cartão de crédito para ser processado em outro local do estabelecimento. Nestes casos, se deve ir junto com a pessoa até o terminal de pagamento para garantir que o cartão não seja clonado ou prefira utilizar dinheiro em espécie. Não permitir que o cartão saia do campo de vista.

  1. Senha

A senha só é requerida no caixa eletrônico ou em maquininhas de cartões, por isso, se um site além do banco pedir o PIN, pode haver algo errado. Além disso, sempre cobrir com a mão o teclado na hora de digitar a senha, principalmente em caixas eletrônicos, pois o equipamento pode ter sido adulterado e uma câmera pode estar escondida.

  1. Segurança na internet

Ao realizar compras pela internet, verificar se o site possui uma certificação de segurança, que é o cadeado que aparece ao lado da URL, ou HTTPS. Além disso, só realizar compras em lojas de confiança, sempre conferindo se a página é a original.

  1. Caixas eletrônicos

Evitar o uso em locais de risco, como os caixas eletrônicos da rua e de espaços públicos pouco controlados, pois esses equipamentos podem ser adulterados. Caso se perceba algo errado com a máquina, como a tampa frontal solta, evitar colocar o cartão, já que os criminosos podem ter instalado um skimmer, também chamado de chupa-cabra, para roubar os dados dos usuários.

  1. Acessar conta bancária

Evitar acessar a conta bancária, tanto no site quanto via aplicativo, em dispositivos públicos e de terceiros, ou então se estiver conectado a uma rede de Wi-Fi pública.

  1. Controle

Verificar a fatura regularmente e, caso haja uma transação indevida, comunicar o banco imediatamente. Também é recomendável ativar serviços de SMS oferecidos pelo banco que avisam sobre qualquer movimentação realizada com o seu cartão.