Pessoas acima dos 60 anos devem ser vacinadas contra febre amarela?

Pessoas acima dos 60 anos devem ser vacinadas contra febre amarela?

A vacina contra febre amarela é composta do vírus vivo atenuados (cepa 17D) apresentado sob a forma liofilizada em frasco de múltiplas doses, acompanhada de diluente (soro fisiológico).

A vacinação é orientada pela Organização Mundial da Saúde como a forma mais importante de prevenir a febre amarela. É a vacinação frequente que impede que a doença se espalhe mesmo em áreas endemicamente afetadas. É preciso que pelo menos 80% da população seja imunizada contra um vírus para prevenir a doença nestas áreas.

Como a febre amarela é transmitida?

A febre amarela é transmitida através de picada de mosquito. Existem três espécies de mosquitos que podem transmitir o vírus. As espécies de mosquito Haemagogus e Sabethe transmitem a febre amarela silvestre, por estarem concentradas em regiões de mata. Já o Aedes aegypti é responsável pela transmissão da febre amarela urbana, que atinge as grandes cidades. O vírus transmitido é o mesmo, só muda o agente transmissor.

Quem deve ser vacinado

A vacinação contra a febre amarela é indicada para pessoas entre 9 meses e 60 anos de idade, que habitem em regiões de risco e para aqueles que viajarem para regiões afetadas pelo surto.

Pessoas com mais de 60 anos

No caso de pessoas com mais de 60 anos que nunca foram vacinadas, o médico deve considerar os riscos da vacinação, que incluem o perigo de eventos adversos nessa faixa etária.

Atualmente, a vacina é recomendada para aqueles entre nove meses e 59 anos de idade. Idosos acima dessa idade precisam passar pela avaliação médica para checar o estado do sistema imunológico e se há o risco de serem contaminados pela doença.

De acordo com especialistas, desde 2000 foi identificado no Brasil e em outros lugares do mundo que uma pequena parte daqueles que tomavam a vacina podiam desenvolver um quadro grave, semelhante ao da própria doença. O médico deve ser consultado.