Trabalho na Terceira Idade: Obrigação ou Opção?

Trabalho na Terceira Idade

Havia um casal recém-chegado na cidade, que vendia sopas. Era uma dessas minivans, transformada em lanchonete, onde eles serviam deliciosas opções de sopas, acompanhadas de torradas temperadas.

Eles já iam bem além dos 60 anos de idade, mas demostravam todo o vigor no atendimento ao público. Disseram que moram em um trailer. Haviam trabalhado a vida toda, ansiando pela oportunidade de comprar o trailer e sair viajando de praia em praia sem precisar fazer mais nada. Mas depois de alguns meses, aquela ideia se transformou. Não aguentavam mais a ociosidade! O tédio estava acabando com eles e não havia praia que melhorasse a situação!

Foi quando tiveram a ideia de preparar as sopas pra vender! Agora a vida voltou a ter sentido! Em cada cidade que eles chegam, precisam logo ver onde farão as vendas. Daí precisam ir ao supermercado para comprar os ingredientes, pedir licença na prefeitura, ligar a eletricidade, etc.

E desta forma conhecem novas pessoas, enfrentam desafios e superam barreiras!

Por tanto tempo em nossas vidas achamos que parando de trabalhar iríamos ser mais felizes! Quanto equívoco há neste senso comum que a vida só começa quando o trabalho termina.

Oportunidades de Trabalho na Terceira Idade

Ainda bem que hoje o mercado de trabalho está cada vez mais sensível à contribuição importante que as pessoas mais experientes têm pra dar. Mas mesmo se for numa atividade informal, artesanal, etc. Possamos continuar produzindo!

Hoje já existem agências especificas para recolocação de idosos no mercado de trabalho e já há legislação especifica nesse sentido.

Reinventando-nos a cada dia, saibamos aproveitar as oportunidades que nos forem dadas, pois além das relações que iremos criar, da satisfação de poder contribuir, ainda teremos um dinheirinho a mais, que sempre é bom, não é mesmo?