Dicas para começar um negócio próprio na terceira idade

Dicas para começar um negócio próprio na terceira idade

Começar o próprio negócio é difícil em qualquer idade, mas para quem se aproximada da aposentadoria, tornar-se empreendedor é ainda mais complicado.

Escolher o que fazer nem sempre é a maior dificuldade, já que os empreendedores de sucesso em sua maioria acabam trabalhando com produtos ou serviços sobre os quais já têm algum conhecimento. Afinal, tudo fica mais fácil quando se conhece as características do produto, quem pode fornecer as matérias primas ou onde encontrar a mão de obra necessária. Para quem vai partir para uma área desconhecida, é bom tomar cuidado com segmentos da indústria, comércio ou serviços que estejam atraindo muitos empreendedores e que possam saturar o mercado se a demanda não crescer rapidamente.

Franquia

A franquia pode ser uma opção, pois oferece um pacote completo que inclui o produto, fornecedores, identidade visual do ponto de venda, estratégias de marketing e comunicação e até mesmo processos administrativos. Ainda assim, uma franquia não é garantia de sucesso e é preciso avaliar com cuidado os aspectos financeiros, como investimento necessário e taxa de retorno, os aspectos comerciais como localização e fluxo de clientes e até mesmo aspectos culturais do franqueador, como o relacionamento com clientes, funcionários e os próprios franqueados, ética nos negócios, etc.

Dicas para começar o próprio negócio na terceira idade 

Dicas para começar um negócio próprio na terceira idade

Veja também:

SEBRAE: Plano de Negócios para empreender na Terceira Idade

Encontrar fontes de financiamento

Avaliar todas as opções: algumas cidades oferecem incentivos para atrair empresas. Procurar financiamento em condições mais favoráveis, como os oferecidos pelo BNDES. Considerar fundos de startup, que investem em pequenas empresas com grandes ideias. Avaliar a possibilidade de ter sócios, investidores ou não, que apostem no sucesso do empreendimento.

Criar um plano de negócios

Preparar um plano de negócios. Fazer um documento onde se definam as características do negócio que se deseja ter, como tipo de produto ou serviço, segmento de mercado, público alvo, faixa de preço, fornecedores, concorrência, equipe de funcionários, etc. Fazer uma projeção financeira para no mínimo 3 anos e investimentos necessários.

Preparação de várias formas

Ter o próprio negócio envolve longas horas de trabalho e uma dose considerável de estresse. Na maioria das vezes, para começar um negócio próprio se precisa controlar as despesas e não se pode contratar o número de pessoas que gostaria, o que significa fazer o trabalho sozinho. Para quem tem mais de 50 anos, é importante decidir de antemão a quantidade de tempo e energia que se deseja investir no trabalho nesta fase da vida.

  Criar um plano B

Começar um negócio próprio envolve muitas variáveis e um nível reduzido de previsibilidade. Por isso, é importante se preparar, caso as coisas não saiam como se imaginava.