15 dicas para uma vida sexual ativa na terceira idade

15 dicas para uma vida sexual ativa na terceira idade

Se há um assunto que permanece central quando falamos em envelhecimento, é a vida sexual. Polêmico por natureza, falar sobre a vida sexual é complicado em qualquer tempo da vida e na terceira idade não seria diferente.

Existem muitos mitos que cercam este tema, além das piadinhas inconvenientes que brotam aqui e ali, envolvendo a realidade sexual de quem passou dos 60 anos. Na verdade, assim como em tantas outras áreas da vida nesta fase, temos assistido grandes melhorias nas condições de permanecer com uma vida sexual ativa e de qualidade pela terceira idade adentro.

15 dicas para uma vida sexual ativa na terceira idade

Posturas importantes para uma vida sexual satisfatória na terceira idade

  1. Evite as cobranças na relação a dois, elas podem prejudicar a intimidade do casal;
  2. Abra-se para as novas sensações e prazeres, sem medo de experimentar o novo;
  3. Não compare o desempenho de hoje com o de outras épocas da vida;
  4. Se algo não sair como você planejou, esteja aberto para se adaptar, tentando de novo;
  5. Seja sensível aos gostos do seu parceiro(a), entendendo o que ele(a) gosta ou não;
  6. Alimente-se bem e mantenha-se hidratado;
  7. Mantenha o ânimo em dia com uma atividade física regular;
  8. Se for preciso use lubrificantes para facilitar o momento;
  9. Mantenha a conversa em dia. Via de regra, um bom papo é ótima preliminar;
  10. Cuidado com os medicamentos que prometem virilidade. Só use sob supervisão médica;
  11. Siga a risca o cronograma de exames médicos, eles podem reter o mal no início;
  12. Use preservativos.
  13. Capriche nos carinhos e beijos. Eles são verdadeiros afrodisíacos;
  14. Não ouça as opiniões alheias. Sua vida sexual compete somente a você mesmo(a).
  15. Seja romântico(a). Educação e galanteio nunca caem de moda e ajudam muito.

O mais importante é manter uma atitude positiva para com a vida, deixando o bom humor ser a nota principal! Não vale a pena levar tudo a “ferro e Fogo”, se no final das contas o que maus importa é ser feliz!