Tempo: Amigo ou inimigo?

Tempo: Amigo ou inimigo?

Quanto mais o tempo vai passando, mais podemos perceber que realmente há o momento certo para todas as coisas. Não que já esteja tudo escrito (embora existam os que assim acreditam), mas ao amadurecermos enxergamos com mais clareza e, avaliando as coisas pelas quais passamos e a maneira como os acontecimentos se desenrolam, vemos que algumas coisas precisam do tempo certo para acontecer.

A natureza e o tempo

A natureza sempre nos deu sinais de que o tempo precisa ser respeitado, considerado. Mas nós, humanos, queremos acelerar tudo.

Cada tipo de planta requer um tempo específico para crescer, florescer e amadurecer. O dia quer 12 horas para acontecer e, queiramos ou não, este tempo será considerado. Da mesma forma a noite, por mais negra e silenciosa, virá a dar espaço para um novo, claro e bonito dia, no tempo certo!

O tempo das pessoas

Demoramos, mas depois de um tempo percebemos que as relações humanas também têm seu tempo de maturação. Alguém com sabedoria já disse que “precisamos comer 1 quilo de sal com alguém, para conhecê-lo”. Sal se come só um pouquinho por dia e essa talvez seja uma forma bem humorada de dizer: Calma gente! Respeitem o tempo das coisas!

Além das pessoas e das plantas, instituições, organizações, famílias, comunidades, cidades e países também estão num processo de maturação que trocará suas fases no momento oportuno.

A vida, na realidade, esta nos ensinando a ter esperança!

Quantas coisas que estavam mortas, vimos renascer sob os nossos olhos?

Uma infinidade de vezes, impetramos o veredito final, bancarrota, falência, ausência total de qualquer sinal vital para, depois de um tempo, percebermos que havíamos sido precipitados! Exagerados e prepotentes, achando que poderíamos impor o nosso ritmo aos fatos, exercendo alguma autoridade sobre o senhor tempo!

Uma nobre missão

Tempo: Amigo ou inimigo?

Cabe a nós saber que para amadurecerem, as pessoas assim como as plantas, precisam de nutrição e no caso dos seres humanos, que compõem as instituições, as famílias, as comunidades, as organizações e os países, o que dará vigor e sustança para romper com as etapas na hora certa em direção aos frutos, será a experiência e a esperança que emana destes que já entenderam um pouquinho desse projeto e se dispõe a influenciar com sabedoria o rumo das coisas: Nós, que começamos então a entender por que esta etapa é chamada de melhor idade.