Lidando com o cansaço emocional

Glaucoma – Conheça os tipos e como identificá-los

A mente humana é extremamente complexa. Apesar de termos nos desenvolvido tanto em diversas áreas, pouco sabemos sobre nossa mente, desdenhamos daquilo que deveríamos ter maior atenção: o cansaço emocional.

Por conta disso, nossa saúde mental está fragilizada e as consequências são terríveis. Nunca na história houve tantos casos de pessoas sofrendo com doenças psicossomáticas, levando inclusive a tentarem contra a própria vida.

Escrevi recentemente a respeito do suicídio, que considero ser a busca desesperada para fugir de uma dor intensa e incompreendida. Quando alguém pensa em dar fim a própria vida, já perdeu o sentido existencial.

Isso acontece por ter, em algum momento, negligenciado o cuidado consigo mesmo. Deixou de prestar atenção ao seu “coração”, permitindo que sua saúde mental ficasse debilitada.

Uma mente inquieta, que não consegue desacelerar e admirar as coisas belas da vida, terá como resultado o esgotamento emocional. Esse esgotamento pode ser confundido com cansaço físico.

Estresse, dores musculares e de cabeça, fadiga, baixa perspectiva e problemas para lidar com as emoções podem ser sinal de esgotamento emocional.

A Bíblia aconselha: “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida” (Provérbios 4.23).

O coração é o símbolo das emoções. Portanto, o que a Bíblia está aconselhando é que devemos aprender a lidar com nossa mente, não permitindo que coisas externas nos afetem.

É preciso aprender a proteger a emoção, lidar com estímulos estressantes e impedir que sentimentos negativos venham a prejudicar nossa qualidade de vida.

Nossa saúde emocional precisa ser tratada com responsabilidade, administrando as tensões e pressões diárias, além de uma boa gestão de sensações negativas.

Como diz a Palavra de Deus: “A boca fala do que está cheio o coração” (Lucas 6.45). Por isso é bom evitar o ódio, as contendas e discussões. Nossa emoção é afetada por essas coisas, que consequentemente prejudicam nossa saúde emocional.

As consequências do esgotamento emocional são:• Insônia ou o sono não é reparador;• Baixa produtividade no trabalho;• Pouco prazer nas atividades;• Dores de cabeça e musculares;• Descontrole emocional;• Pessimismo e baixa perspectiva;

O conselho de Jesus Cristo para o esgotamento emocional é uma entrega completa a vontade divina. Ele disse: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei” (Mateus 11.28).

Vir a Cristo e confiar que Ele é capaz de aliviar todo o cansaço e opressão que nos aflige é um passo fundamental para a cura nesta área da vida.

Outro conselho espiritual importante pode ser encontrado em Gálatas 5.23, onde nos instrui sobre o fruto do Espírito.

“Mas o fruto do Espírito é: o amor, o gozo, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade, a mansidão, o domínio próprio; contra estas coisas não há lei”, diz o texto.

Cada um dos pontos dos frutos trata sobre nossa mente, nossas emoções e sentimentos. Ou seja, através do Espírito Santos podemos superar os desafios interiores.

E cuidado para não confiar em seus sentimentos negativos. Você pode estar sendo conduzido a autodestruição.

A Palavra de Deus nos adverte: “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá? Eu, o Senhor, esquadrinho o coração, eu provo os pensamentos; e isso para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas ações” (Jeremias 17.9 e 10).