Aprendendo a ser feliz todos os dias

Aprendendo a ser feliz todos os dias

Passar um dia ensolarado na praia com a família é uma das maneiras mais populares de realização hoje em dia. Há no imaginário popular a expectativa de que, se pudermos organizar um dia de lazer com as crianças, tomando um banho de mar, fazendo castelinhos de areia, seremos felizes.
Certamente esse é um quadro que proporciona felicidade, mas esse tipo de evento acontece muito pouco na nossa rotina, sobrando os outros dias, tidos como normais, que precisam ser vividos de uma forma ou de outra.

O problema

O problema é que somos levados a concluir que tudo o que não for pelo menos parecido com um dia de praia, está na categoria de sofrimento, e na verdade, não precisa ser assim. Jesus disse que veio para nos dar vida e vida com abundância! (João 10:10)
Quando diz isso, Jesus nos sinaliza que se podem viver dias de realização e significado, mesmo se estivermos na mais simples rotina. Na verdade, tudo depende muito mais de como estamos por dentro, que onde nos encontramos por fora!
Uma vida abundante não quer dizer felicidade estática, pois um estado pétreo de alegria não condiz com as múltiplas possibilidades que temos em nossa vida humana.

A solução

A existência humana está cheia de realizações, que se dão através de esforços que às vezes requerem sacrifício e abnegação; dores podem acontecer durante a busca, mas diante da realização, temos a certeza de que valeu muito a pena e que, sem termos passado por todas as etapas de construção, não iríamos saborear a vitória com tanta alegria! Ah, e a comemoração pode sim ser com a família, num dia ensolarado na beira do mar!