Cactos – 6 dicas de cuidados

Cactos – 6 dicas de cuidados

Ter uma composição de vasos com cactos em cima de qualquer mesa fica um charme. Podemos falar em decoração econômica. Eles podem ser de diferentes formas e tamanhos.

Os cactos são plantas populares e dão clima interessante à decoração, variando em tipos, tamanhos, formatos, flores. A manutenção é simples, mas se não forem bem cuidados, os cactos morrem facilmente.

Cuidados com cactos

Cactos – 6 dicas de cuidados
  • Eles adaptam-se mais a ambientes secos, em geral nos solos com cascalho e areia, onde a água escoa rapidamente. Além disso, preferem ambientes abertos e com luz solar direta.
  • Essas plantas podem dividir espaço com outras plantas, desde que os cuidados e condições sejam favoráveis para as diferentes espécies. Um tipo que pode facilmente ser plantada junto, são as suculentas.
  • Por acumularem água no corpo e apresentarem uma cera que protege da transpiração, essas plantas resistem a longos períodos de seca. Quando ficarem expostas ao sol durante todo o dia, regue a cada 15 dias. Se estiverem dentro de casa, em local mais fresco, elas podem ficar até um mês sem água. O ideal é que molhe apenas quando a terra estiver com aparência seca.
  • Dar preferência aos vasos de argila ou barro com furos na parte inferior, pois eles ajudam a drenar mais rapidamente a água, evitando que as raízes fiquem podres. Evite jogar água em toda planta, faça isso somente na terra, somente a raiz precisa ser regada. Os cactos preferem a água por baixo que por cima.
  • Não arrancar os espinhos, pois eles são folhas que durante o processo de evolução tomaram essa forma reduzida. Arrancando os espinhos, diminui a vida dessa planta.
  • Os mini cactos, necessitam dos mesmos cuidados, porém o contato direto com o sol deve ser menor, portanto, preferir deixar na parte interna da casa, em locais ventilados sem luz solar direta.